top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

22º Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade LGBT+ celebra a inclusão e o reconhecimento

Este ano, o prêmio também abre inscrições para autores, autoras e editoras de livros de ficção e não ficção que abordam as vivências da comunidade LGBT+.



As indicações para o 22º Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade LGBT+ estão abertas até o dia 12 de outubro. Promovido pela Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo (APOLGBT-SP), é considerado o mais representativo do país em questões de cidadania, diversidade e inclusão, e tem como objetivo celebrar e homenagear iniciativas que estão desbravando fronteiras em prol dos direitos e conquistas das pessoas LGBT+.


As indicações englobam sete das onze categorias do prêmio. Três indicações em cada categoria serão selecionadas para a votação popular, que ocorrerá em novembro. As categorias abertas para indicação incluem Audiovisual, Digital Influencer, Esportes, Imprensa, Personalidade Aliada, Tema do Ano e a categoria estreante Música.


Além dessas sete categorias, a APOLGBT-SP também convida empresas e agências de publicidade de todo o país a se inscreverem até o dia 25 de setembro para concorrerem aos prêmios de Melhor Empresa e Melhor Campanha Publicitária do 22º Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade LGBT+. A presidente da APOLGBT-SP, Cláudia Regina Garcia, enfatiza a importância do mercado publicitário e empresarial na promoção da aceitação, respeito e igualdade para a comunidade LGBT+.


Este ano, o prêmio também abre inscrições para autores, autoras e editoras de livros de ficção e não ficção que abordam as vivências das pessoas LGBT+. Os livros inscritos serão avaliados por um júri especializado e podem concorrer nas categorias Melhor Literatura em Ficção e Melhor Literatura em Não Ficção. O prazo para inscrições é até 30 de setembro.


Cláudia Regina Garcia ressalta que o 'prêmio busca reconhecer obras literárias e pessoas que trazem visões sobre realidades que conversam com a nossa luta por mais respeito e inclusão da diversidade'.


As finalistas da categoria Artes Cênicas serão escolhidas por um júri e participarão diretamente da votação popular, juntamente com as demais. Esta é uma oportunidade imperdível para fazer suas indicações e se envolver ativamente na celebração da diversidade LGBT+. Para mais informações e para indicar seus favoritos, visite o site oficial do prêmio em premio.paradasp.org.br.


Sobre a APOLGBT-SP

A Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo ocorre desde 1997 na Avenida Paulista, na cidade de São Paulo. Em 1999, foi fundada a Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo (APOLGBT-SP), uma Organização Não Governamental (ONG) sem fins lucrativos que detém a marca Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo e outras marcas do orgulho. Esta marcha, organizada por militantes e ativistas, cresceu até se tornar a maior Parada LGBT+ do mundo. A Parada é o principal ato político que amplifica as vozes da comunidade. Ao longo desse processo de evolução, a APOLGBT-SP passou a realizar outros atos e eventos de militância para a comunidade LGBT+, como o Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade LGBT+.



bottom of page