top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

28ª Parada do Orgulho LGBTI+ Rio chega com homenagem ao movimento e ao Grupo Arco-Íris

Mostra ficará em exibição na estação Carioca do MetrôRio, entre 18/11 e 17/12. Lançamento contará com seminários, rodas de conversa, entre outras ações abertas ao público


A 28ª Parada do Orgulho LGBTI+ Rio acontece neste domingo (19), às 11h, no Posto 5, em Copacabana. E dois dias antes, 17 de novembro, às 18h, O Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBTI+, responsável pela organização do evento carioca, fará o lançamento da Exposição 'Amor & Luta: Trajetórias do Movimento LGBTI+' e 30 anos do Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBTI+, que ficará aberta ao público de 18 de novembro até o dia 17 de dezembro, na estação Carioca/Centro do MetrôRio. O horário de visitação à exposição é de segunda a domingo, inclusive aos feriados, das 9h às 21h. 

 

A abertura no dia 17 de novembro, a partir de 18h, será para convidados e público, via cadastro Google Forms, sujeito à lotação. Nesse dia a programação contará com a recepção/acolhimento, boas-vindas, apresentação Coral Arco-Íris Por Prazer, Hino Nacional, falas de autoridades e convidades, apresentações das cantoras Nana Kozak e Elza Ribeiro e do cantor Verdec, e show de drags com Danny D'Avalon e convidadas e um coquetel de encerramento da noite.

 

O Grupo Arco-Íris completa três décadas dando voz, visibilidade e promovendo a cidadania para lésbicas, gays, bissexuais, travestis, mulheres transexuais, homens trans e pessoas intersexo. Dentro dessa missão, defende a justiça social e políticas de direitos humanos, combate à violência e apoia medidas que impliquem em uma melhor qualidade de vida para essa população. Em reconhecimento a todo esse tempo de ativismo, o público é convidado a embarcar numa jornada pela história e conquistas da comunidade LGBTI+, destacando a paixão e compromisso dos que nunca se calaram diante das adversidades. Tudo pelo olhar do grupo que faz parte dessa história de luta no Brasil. Todas as atrações são gratuitas. Em algumas serão distribuídas senhas 30 minutos antes, por conta da lotação. Elas acontecerão na Sala do Educativo, Espaço Expositivo e Palco Cultural.

 

Cláudio Nascimento, presidente e fundador do Grupo Arco-Íris, fala da emoção do reconhecimento desses 30 anos de ativismo e da exposição. O Grupo Arco-Íris foi homenageado e premiado pela Comissão do Cumpra-se de Leis da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ), no dia 6 de novembro, na sede da ALERJ, por ocasião da apresentação da Programação da 28ª Parada do Orgulho LGBTI+ Rio, que inclui a Exposição “Amor e & Luta”. 

 

'A programação da Exposição “Amor e & Luta”, foi construída de forma a englobar a história e o momento atual. E, claro, não faltará diversidade, cultura e arte com apresentações e também alguns momentos de troca de informações e saberes, diálogos fundamentais tanto na preservação das pautas em que já avançamos, quanto nas estratégias de lutas para alcançar o que ainda nos é negado e seguirmos lutando contra os retrocessos', afirma.

 

A programação terá Seminários como o Seminário Políticas públicas: Caminhos para a plena cidadania LGBTI+ no Brasil; Seminário 20 anos de visibilidade Trans; Seminário Nossas Lutas nossas Memórias e o Seminário Dia Mundial de Combate à AIDS. Rodas de Conversa: Saúde Mental LGBTQIA+ com a autora dos livros: “Transfeminismo – Teoria & Prática e “Homofobia – Identificar e Prevenir” – Editora Metanoia; Consciência Negra e Orgulho LGBTI+; História da Pesquisa; com Almir França; Conversa Literária: Entre Amores, Dores e Ardores. Leitura Dramática do Livro “Amores Marítimos”; Lésbicas e Produção Literária: De Cassandra Rios à Maria Gadu e LGBTI+ que produzem carnaval.

Lançamento dos livros Relações de Gênero e Escutas Clínicas. Vol. III, 1ª ed. Editora IPPERG. 313p.; “Amores Marítimos”, de Marcelo Natividade, Editora Metanoia e “Mãe de Viado” da escritora e advogada Talita Menezes – Editora Metanoia; Do álbum Bicha Mandigueira (pré-lançamento) e da 5ª Edição da Revista Brejeiras, entre outros.

 

O período anterior ao que será abordado Exposição sobre as lutas contra a discriminação e pelos diretos LGBTI+, entre 1970 e 1980, o Grupo Arco-Íris e o Centro de Memórias do Ativismo LGBTI+, reapresentará o documentário premiado 'Quando Ousamos Existir Uma história do Movimento LGBTI+ Brasileiro', de Cláudio Nascimento e Marcio Caetano e também dois curtas desses diretores sobre as trajetórias de João W. Nery e Jovanna Cardoso, ícones da causa por direitos trans no Brasil. 

 

Exibição de documentários e curtas, de filmes selecionados para o XI CINABETH. 

 

Diversos shows trazem diferentes estilos musicais e temas como Cantores convidam, Consciência Negra, Homenagem aos Corpos Trans, MPB & Lounge, Apenas Mulheres, Amor Gay, MPB & Lounge Pop, Pop Sensível+MPB Marcante, Liberdade Poética e o Encerramento no dia 17 de dezembro com o “Tira o Pé do Chão”. Vale lembrar que a programação contempla todas as letras do cenário LGBTI+

 

Sobre o Grupo Arco-Íris


Fundado em maio de 1993, o Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBTI+ é uma organização não governamental (ONG) com sede na cidade do Rio de Janeiro. A organização desenvolve projetos em áreas como saúde, cultura, educação, defesa e promoção de direitos, esporte e lazer, moda e sustentabilidade, trabalho e renda e empoderamento LGBTI+. Outros destaques são as ações de prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), HIV/Aids e Hepatites Virais desenvolvidas há décadas. Alguns exemplos foram o Projeto Sexo Mais Seguro entre Gays e HSH, e o Projeto Somos de capacitação de ONGs e lideranças LGBT em cidadania e IST-HIV-AIDS, de 1998 a 2007.

 

O Grupo Arco-Íris também fundou a Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos (ABGLT) e a Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Trans e Intersexos da América Latina e Caribe. Além disso, é filiado à Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Trans e Intersexos e está no conselho executivo da Rede Gay Latino, que defende direitos das pessoas LGBT em escala global, além de ser parceira em diversas ações da Aliança Nacional LGBTI+.  

 

A Exposição “Amor & Luta: Trajetórias do Movimento LGBTI+” e 30 anos do Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBTI+ é uma realização do Grupo Arco-Íris e da Musas Projetos Culturais e financiada pelo Fomento à Cultura Carioca da Secretaria Municipal de Cultura da Prefeitura do Rio de Janeiro. Faz parte da programação oficial da 28ª Parada do Orgulho LGBTI+Rio, que acontecerá no dia 19 de novembro na Praia de Copacabana.

 

A Parada LGBTI+ Rio

 

A Parada do Orgulho LGBTI+ Rio é organizada há 28 anos pela ONG Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBTI+ e leva para as ruas pessoas que lutam por direitos iguais, que combatem a intolerância, o preconceito e o ódio, dando voz às pessoas que por tantos anos viveram e vivem à margem da sociedade, mostrando que o mundo está avançando para um lugar que respeita a diversidade e que todos têm o direito de existir e amar quem quiser. Ela é considerada o terceiro maior evento da cidade e leva centenas de milhares de pessoas para a mais famosa praia do mundo. A Parada é sinônimo de vanguarda. Foi a primeira do Brasil e desde então cumpre papel importante na luta pela igualdade de direitos para a população LGBTI no país.     

 

SERVIÇO     

 

Exposição “Amor & Luta: Trajetórias do Movimento LGBTI+” na estação Carioca do MetrôRio

Data: abertura dia 17/11 – 18h – É necessário se cadastrar no link:  (sujeito à lotação)

Local: estação Carioca/Centro do MetrôRio

Visitação: de 18/11 a 17/12 (todos os dias, inclusive domingos e feriados, das 9h às 21h)

Classificação indicativa: livre

Comments


bottom of page