top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

Adélia Nicolete lança 'Manto da Transição: Narrativas Escritas e Bordadas por uma Mãe de Trans' no ABC Paulista

Uma jornada sensível entre literatura, artes visuais e experiências pessoais



A escritora e dramaturga Adélia Nicolete apresenta seu mais recente livro, 'Manto da Transição: Narrativas Escritas e Bordadas por uma Mãe de Trans', em uma série de lançamentos no ABC Paulista. Esta obra ímpar será revelada ao público em três ocasiões distintas, oferecendo oportunidades para os interessados mergulharem nesse universo poético e emocional.


O primeiro lançamento está agendado para o dia 09 de março, sábado, às 11h, na Livraria Alpharrabio, situada em Santo André. Aqui, os leitores poderão conhecer de perto a sensibilidade da autora em uma sessão de autógrafos e conversas sobre o processo de criação do livro.


Em São Bernardo do Campo, o segundo lançamento ocorrerá na Biblioteca Monteiro Lobato, no dia 16 de março, sábado, às 14h. Este será outro momento especial para aqueles que desejam entender melhor o entrelaçamento entre literatura, artes visuais e experiências pessoais, tudo isso habilmente costurado pelas palavras de Adélia Nicolete.


Já em Mauá, a sessão de autógrafos e roda de conversa está marcada para o dia 19 de março, terça-feira, às 18h30, no Teatro Municipal de Mauá. Este último lançamento promete ser uma oportunidade única de imersão nas narrativas delicadamente bordadas que compõem este livro singular.


'Manto da Transição' mergulha de forma sensível e profunda na jornada da autora como mãe de um homem trans, entrelaçando suas experiências com relatos de outras mães. Concebido a partir de um diário que serviu como refúgio durante a transição de seu filho, o livro não apenas registra os altos e baixos desse processo, mas também ressignifica peças de roupas carregadas de memória afetiva através do bordado.


As narrativas maternas presentes na primeira parte do livro, intitulada 'Caderno Reinaldo', foram construídas a partir de entrevistas, conversas transmitidas pelo Instagram e uma extensa pesquisa. O nome faz referência ao personagem Diadorim, de 'Grande Sertão: Veredas', de João Guimarães Rosa, representando a valentia daqueles que atravessam a jornada da transição.


Na segunda parte, intitulada 'Caderno Orlando', encontramos as vestimentas bordadas e a descrição detalhada desse processo de ressignificação. O título é uma homenagem à obra homônima de Virginia Woolf, trazendo à tona a influência de artistas visuais como Arthur Bispo do Rosário, Leonilson, Zuzu Angel e Louise Bourgeois no conceito dos bordados, conferindo ao projeto uma inspiração estética, histórica e política.


Adélia Nicolete destaca a importância da visibilidade da pauta transmasculina e expressa sua gratidão pelo apoio do ProAc Editais - 40/2022 – Cidadania/Cultura LGBTQIA+, promovido pela Secretaria de Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo do Estado de São Paulo.


Além de sua destacada carreira como escritora e dramaturga, Adélia Nicolete é mestre em Artes pela ECA/USP e doutora em Artes, trazendo uma vasta experiência em diversos projetos artísticos e educativos. Seu engajamento no campo da dramaturgia e sua atuação como curadora em eventos culturais marcam uma trajetória rica e multifacetada.


Os interessados em conhecer mais sobre 'Manto da Transição' e participar dos lançamentos podem encontrar mais informações no Instagram do projeto @manto_da_transicao.



Sobre a autora

Adélia Nicolete é uma artista multifacetada, com uma trajetória marcante na educação, dramaturgia e escrita. Mestre em Artes pela ECA/USP, sua dissertação. 'Da cena ao texto: dramaturgia em processo colaborativo' revela sua expertise nesse campo. Como doutora em Artes, sua tese 'Ateliês de dramaturgia: práticas de escrita a partir da integração artes-visuais - texto - cena' demonstra sua abordagem inovadora e integradora no mundo das artes.


Além de suas realizações acadêmicas, Adélia é uma professora engajada, lecionando no curso de Pós-graduação em Artes-manuais para a educação e de Artes-manuais para terapias na Casa Tombada/Facom/Nina Veiga Ateliê. Sua dedicação vai além do ensino, adentrando o mundo da dramaturgia como artista convidada da Coletiva teatral Pontos de Fiandeiras, em Santo André. Aqui, ela desenvolveu duas obras que destacam a atuação feminina na formação e no desenvolvimento regional.


Seu trabalho como escritora também é notável, com obras que ampliam vozes e perspectivas. Entre seus livros publicados, destacam-se 'Ponto segredo e Ponto corrente – a presença feminina no teatro do ABC Paulista' e 'Luís Alberto de Abreu – um teatro de pesquisa' (Org.), publicado pela Editora Perspectiva em 2011. Como uma voz que valoriza e amplifica outras vozes, Adélia assinou prefácios de diversas obras de pesquisa e ficção, incluindo 'Por Elise” e “Mata teu pai', de Grace Passô; 'A encomenda' e 'Caixão de vidro', de Heloísa Cardoso; 'Retratos' de Helô Beraldo (Baleia Livros, 2021) e 'Mulheres que me habitam' de Claudia Jordão (Alpharrabio Edições, 2021).


Além disso, seu compromisso com a disseminação da arte e da escrita a levou a percorrer diversos espaços com seus ateliês de escrita, incluindo várias unidades do Sesc pelo país. No campo da curadoria, sua contribuição é igualmente valiosa, com a coordenação dos III Ciclos de Estudos da Dramaturgia Contemporânea na região do ABC e a curadoria do projeto Dramaturgia em Foco em São José dos Campos. Adélia Nicolete não apenas cria arte e conhecimento, mas também compartilha e promove uma visão inclusiva e enriquecedora das artes em suas diversas formas e expressões.



SERVIÇO:

Lançamento do livro 'Manto da Transição: Narrativas Escritas e Bordadas por uma Mãe de Trans' de Adélia Nicolete


Santo André

  • Local: Livraria Alpharrabio – Rua Dr. Eduardo Monteiro, 151 - Jardim Bela Vista – Santo André – São Paulo.

  • Data: 09/03. Sábado, às 11h.

São Bernardo do Campo

  • Local: Biblioteca Municipal Monteiro Lobato – Rua General Jardim, 485 – Centro – São Bernardo do Campo.

  • Data: 16/03. Sábado, às 14h.

Mauá

  • Local: Teatro Municipal de Mauá – Rua Nadir Alves, 353 – Vila Noemia – Mauá – São Paulo.

  • Data: 19/03. Terça-feira, às 18h30.


Instagram do projeto: @manto_da_transicao

Comentarios


bottom of page