top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

Carta em apoio à diversidade LGBTQI+ atinge 118 empresas signatárias e ONGs

Ação tem o objetivo de mobilizar os candidatos às eleições presidenciais de 2022 para que incluam propostas de diversidade e inclusão em suas campanhas




A 'Carta Aberta de apoio à Diversidade, ao Respeito e à Inclusão de Pessoas LGBTQI+ nos ambientes de trabalho brasileiros', organizada pelo Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+, o Instituto Mais Diversidade e a Out & Equal Workplace Advocates, atingiu a marca de 118 empresas e organizações não governamentais signatárias. Juntas, empregam mais de meio milhão de pessoas no Brasil e refletem uma parte importante da economia brasileira.

O documento, que representa uma mobilização das empresas para incentivar os candidatos às eleições presidenciais no Brasil, previstas para 2 de outubro deste ano, a reconhecerem a relevância da diversidade e da inclusão de todas as pessoas nos locais de trabalho, incluindo as pessoas LGBTQI+, foi lançado no dia 31 de julho. Na ocasião, executivos de companhias de setores distintos se reuniram para leitura da Carta e reafirmação do posicionamento institucional no respeito e promoção dos direitos humanos LGBTI+ como valor irrevogável, precioso e inegociável.

A Carta pode ser conferida no site Out & Equal Workplace Advocates. O relançamento aconteceu no dia 27 de setembro, com o objetivo de demonstrar que mais empresas e organizações assinaram o documento, contando com mais de 100 signatárias, empregando mais de meio milhão de pessoas.

'Nossa luta é por questões de direitos e de cidadania. Essa mobilização histórica das empresas, em prol da comunidade LGBTI+, mostra o quanto ainda queremos avançar na pauta da diversidade. Queremos mobilizar o cenário público e, por isso, ter a voz empresarial discorrendo sobre a seriedade de respeitar os direitos humanos de pessoas LGBTI+ é algo que transcende a visão político-partidário', afirma Reinaldo Bulgarelli, secretário executivo do Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+.

A Carta representa uma coalizão de empresas e tem a finalidade de marcar um posicionamento público a favor da diversidade e inclusão de pessoas LGBTQI+ (lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros, queer, pessoas intersexo e outras pessoas de orientações sexuais e identidades de gênero marginalizadas) no mercado de trabalho. Por meio do documento, as companhias reafirmam o comprometimento em criar ambientes onde todos se sintam acolhidos e, com isso, prosperem, um tema importante não somente para os negócios, mas para a sociedade.

'Estamos muito felizes em ver que esta iniciativa cresceu e conta com a mobilização de mais de 100 empresas. A comunidade empresarial deixou sua mensagem clara de que a exclusão não será tolerada - nem no local de trabalho, nem na sociedade, nem em um ambiente eleitoral. A inclusão LGBTQI+ não é apenas um valor comercial, mas um valor social, um valor econômico e um valor de direitos humanos. Essas empresas se comprometeram a estar do lado certo da história', assegura CV, diretore de programas de impacto global da Out & Equal.

Vale ressaltar que a carta não é destinada a um candidato presidencial ou partido político específico. O intuito é incentivar que os candidatos reconheçam que as pessoas LGBTQI+ sejam tratadas como cidadãs, tendo suas identidades e seus direitos respeitados e valorizados nas plataformas de candidaturas e propostas políticas, assim como devem ser respeitadas e valorizadas nos ambientes de trabalho brasileiros.

'Sabemos que as desigualdades sociais se materializam no mundo do trabalho e, por isso, é imprescindível identificar as disparidades de oportunidades e os desafios colocados para as pessoas LGBTI+ a fim de articular soluções com outras organizações, com o setor privado e com os governos', descreve Ricardo Sales, CEO e Sócio-Fundador da Consultoria Mais Diversidade e Presidente do Conselho do Instituto Mais Diversidade.

Para Sales, é apenas por meio da democracia em que os direitos fundamentais serão garantidos. Neste caso, é necessário políticas de inclusão, de distribuição de oportunidades e de promoção ao respeito de pessoas LGBTI+ para que, assim, a sociedade avance nesta e em outras pautas. “O mundo já tem um olhar diferenciado para essa pauta (sobre diversidade) e o Brasil tem uma grande oportunidade de liderar rumo a um novo momento. Para isso, precisamos de governantes interessados na agenda. Queremos uma eleição em que as pessoas LGBTI+ sejam tratadas como cidadãs, tendo suas identidades e seus direitos respeitados e valorizados nas plataformas de candidaturas e nas propostas políticas, assim como já são respeitadas e valorizadas nas organizações signatárias da Carta”, avalia.

História da Declaração de apoio

Esta não é a primeira vez que o Out & Equal lança uma iniciativa a fim de apoiar a diversidade e a inclusão nas empresas. Em 2018, durante o período eleitoral para a Presidência da República, a organização lançou uma Declaração de Apoio à Diversidade. Na época, 35 corporações e organizações não-governamentais assinaram a Carta. Juntas, as companhias empregavam mais de 110.000 pessoas no Brasil, reafirmando a crença e o comprometimento dessas entidades com a Diversidade e Inclusão nos ambientes de trabalho.

Signatárias da Carta em 2022


Empresas: 3M do Brasil, Accenture, Algar Tech, American Airlines, Amgen, Aon, Astellas Farma Brasil, Atento, Avanade, Banco Inter, Banco Société Générale Brasil, Barbosa, Müssnich, Aragão Advogados, BASF, Ben & Jerry's, BNY Mellon, Braskem, Brown-Forman, BVA Advogados, Citi, Cnseg, Cogna Educação, Copastur Viagens e Turismo, Corteva Agriscience do Brasil, Deloitte, Demarest Advogados, Dow, DuPont do Brasil, Edelman Brasil, Electrolux, Elus Diversidade, EY Brasil, FedEx, Fiserv, Fitch Ratings, Gaiofato e Galvão, GE, General Motors, Google, Grupo BCW Brasil, Grupo Carrefour Brasil, Grupo Publicis, Grupo SADA, Grupo SEB, Habitasul, IBM, IFF, Ingredion, Irani Papel e Embalagem, JPMorgan, KLA Advogados, KR2 Comunicação, Kyndryl, Lear, Lefosse, LinkedIn, Localiza, Machado Meyer Advogados, Magazine Luiza, Mais Diversidade, ManpowerGroup Brasil, Máquina Cohn & Wolfe, Mattos Filho, MCM Brand Experience, Medtronic, Merck S.A., Microsoft, Mikkel Mergener Consultoria & Tutoria, Mondelez International, Nokia Corporation, Novartis Brasil, Novo Nordisk Brasil, NTT DATA Brasil, Oliver Press, Oracle, P&G, Pinheiro Neto Advogados, Pride Bank, PwC, Roost, Salesforce, Sandoz, Sanofi, SAP, Serur Advogados, Siemens Energy Brasil, Siemens Healthineers, Sompo Seguros, Stocche Forbes Advogados, SumUp, TozziniFreire Advogados, Trench Rossi Watanabe, Twitter, Uber, UL Solutions, Veirano Advogados, Veracel Celulose S/A, Visa, Weber Shandwick, Zeno Brasil, Zurich Seguros.

Organizações não governamentais: ABGLT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos), Aliança Nacional LGBTI, Associação Brasileira de Famílias Homotransafetivas, Associação dos Profissionais de Propaganda, Casa Neon Cunha, Coletivo LGBT Prisma, Council for Global Equality, [DIVERSITY BBOX], Grupo Dignidade, Instituto Ethos, Instituto Matizes, Instituto Modo Parités, Involve, Open For Business, Rede Brasileira de Mulheres LBTQ+, Rede GayLatino, The LGBT Chamber of Commerce (NGLCC), TransEmpregos.

Sobre o Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+

Criado em março de 2013, o Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+ é um movimento empresarial com atuação permanente reunindo grandes empresas em torno de 10 Compromissos com a promoção dos direitos humanos LGBTI+. O propósito do Fórum é articular empresas em torno do compromisso com o respeito e a promoção aos direitos humanos LGBTI+ no ambiente empresarial e na sociedade. Além disso, o Fórum realiza eventos periódicos para compartilhar as melhores práticas das empresas signatárias, fomentar o respeito à diversidade sexual e identidade de gênero e abrir espaços para diálogos entre empresas e a comunidade, “10 Compromissos para a Promoção dos Direitos LGBTI+”, expressam o entendimento sobre o papel das empresas e uma agenda de trabalho.


10 Compromissos

O Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+ elaborou os 10 Compromissos, destacados abaixo, para orientar as práticas de cada empresa no tema e para orientar os trabalhos do próprio Fórum. Os “10 Compromissos da Empresa com a Promoção dos Direitos LGBTI+” expressam o entendimento sobre o papel das empresas, oferecem uma agenda de trabalho para todos e qualificam a demanda no relacionamento com o Estado e a Sociedade Civil. Há indicativos de ação e indicadores de profundidade que detalham cada um dos compromissos para favorecer a identificação da situação atual da empresa e a elaboração do plano de ação para chegar na situação desejada. As empresas podem aderir formalmente ao Fórum e sua agenda expressa nos 10 Compromissos por meio da Carta de Adesão.

1. Comprometer-se, presidência e executivos, com o respeito e com a promoção dos direitos LGBTI+. Leia mais. 2. Promover igualdade de oportunidades e tratamento justo às pessoas LGBTI+. Leia mais. 3. Promover ambiente respeitoso, seguro e saudável para as pessoas LGBTI+. Leia mais. 4. Sensibilizar e educar para o respeito aos direitos LGBTI+. Leia mais. 5. Estimular e apoiar a criação de grupos de afinidade LGBTI+. Leia mais. 6. Promover o respeito aos direitos LGBTI+ na comunicação e marketing. Leia mais. 7. Promover o respeito aos direitos LGBTI+ no planejamento de produtos, serviços e atendimento aos clientes. Leia mais. 8. Promover ações de desenvolvimento profissional de pessoas do segmento LGBTI+. Leia mais. 9. Promover o desenvolvimento econômico e social das pessoas LGBTI+ na cadeia de valor. Leia mais. 10. Promover e apoiar ações em prol dos direitos LGBTI+ na comunidade. Leia mais.

20 visualizações
bottom of page