• Pimenta Rosa

Cidade das Artes e Arcos da Lapa são iluminados com cores do arco-íris

Ação faz parte do projeto 'Rio Diversidade', que até o fim do mês também expõe palavras de ordem e bandeira LGBTQIA+ nos postos da orla, do Leme ao Pontal



Durante quatro noites a partir desta sexta-feira (25/06), os Arcos da Lapa e a Cidade das Artes serão iluminados com as cores do arco-íris, numa celebração ao mês do Orgulho LGBTI+. A ação, iniciativa da Prefeitura do Rio, através da Riotur, conta com o apoio institucional da Coordenadoria Executiva da Diversidade Sexual (CEDS) e recoloca a cidade num cenário de respeito à diversidade e apoio às pessoas de diferentes identidades de gênero e/ou orientações sexuais.


Das 18h à 01h, a sede da Riotur, na Barra da Tijuca, e os Arcos da Lapa, um dos principais pontos turísticos da cidade, ganharão as cores da bandeira LGBTI+. A iluminação especial vai funcionar até a noite do dia 28. Nesta data é celebrado o Dia Internacional do Orgulho LGBTI+, em homenagem à Revolta de Stonewall, um marco representativo na luta por direitos civis da população lésbica, gay, bissexual, travesti, transgênero, intersexual e de outras identidades de gênero e/ou orientações sexuais.


Há 52 anos que se completam em 2021, policiais invadiram o bar nova iorquino The Stonewall Inn, espaço considerado seguro para a comunidade LGBTI+. Os agentes começaram a prender os frequentadores do local, mas acabaram surpreendidos por uma enorme reação de centenas de pessoas revoltadas com a recorrente opressão policial contra pessoas LGBTI+.


Além da iluminação, o projeto 'Rio Diversidade' expõe, até o fim do mês, uma galeria aberta também nas cores do arco-íris na orla da cidade. Do Leme ao Pontal, os 24 postos de salvamento estão estampados com as palavras respeito, liberdade, amor, igualdade, afeto, vida e orgulho — palavras que simbolizam lutas e reafirmam conquistas de quem precisou e infelizmente às vezes ainda precisa se afirmar para ter sua individualidade respeitada.


'Ainda não podemos aglomerar, fazer paradas, a mensagem agora é uma forma de mostrar para o mundo que nós somos uma cidade aberta, livre, sem preconceito', celebra a presidente da Riotur, Daniela Maia.

16 visualizações