• Pimenta Rosa

Coletivo promove ação inédita na América Latina colorindo Brasília com o arco-íris

Iniciativa celebra Dia Internacional do Orgulho LGBT com intervenções artísticas em espaços tais como Congresso Nacional, Parque da Cidade e o Torre de TV



Como forma de celebrar o 28 de Junho, Dia Internacional do Orgulho LGBT, a capital federal ganhou uma das maiores intervenções artísticas urbanas já realizadas no Distrito Federal e forma inédita na América Latina de marcar a data. A iniciativa 'Brasília - Cidade Orgulho' conta com 10 criações artísticas espalhadas pela cidade e bate até recorde nacional.


Até a segunda 28 de junho, diversos pontos da cidade, tais como o Parque da Cidade, a Torre de TV e o Congresso Nacional, exibirão as cores LGBT por meio de pinturas ou iluminação. O projeto é promovido pelo coletivo Brasília Orgulho e executado pelo Crewza Produções e Ateliê Fábrica. O patrocínio é dos supermercados Big Box e do Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP).


Impedido de realizar a parada LGBTS pelo segundo ano consecutivo devido à pandemia do novo coronavírus, o Brasília Orgulho idealizou a proposta de intervenção urbana, explica Welton Trindade, cocoordenador do grupo.


'Tínhamos o desafio de, mesmo sem fazer a marcha, que reuniu 120 mil pessoas em 2019, mandar mensagem de fortalecimento e orgulho a LGBT. Ocupar a cidade com obras arco-íris foi a solução inovadora! Estamos felizes por proporcionar essa experiência única na América Latina'.



Em 2020, o Brasília Orgulho, filiado à Interpride - rede mundial de paradas LGBT -, criou marco ao iluminar com o arco-íris LGBT o Congresso Nacional pela primeira vez na história. Agora, a ideia é repetir o feito e ir além. Haverá também distribuição de cestas básicas a LGBT.


Todas as obras compõem o chamado Mapa do Orgulho, que pode ser lido por meio de QR code em totens nas próprias criações. Neles, o público localizará as outras intervenções para se deslocar até elas.


Por conta da pandemia de covid-19, a ação foi criada para que, de maneira segura e ao ar livre, as pessoas pudessem tirar fotos e difundir a mensagem de orgulho pelas redes sociais. Para evitar aglomerações, as obras são espalhadas pelo Plano Piloto por vários dias, reforça Igor Albuquerque, integrante do Brasília Orgulho e membro do coletivo Crewza.


'O Brasília - Cidade Orgulho foi pensado para atender a cuidados tal como o distanciamento social. Enfim, encontramos forma de vivenciar o orgulho LGBT em sintonia com o espírito do tempo. Todas experiências são altamente instagramáveis como estratégia para que fluam para o meio digital e envolvam, inclusive, as pessoas que estão em casa ou fora do DF'.


Os números da ação são robustos. Dentre as obras estão a escada da Torre de TV, com seus 36 degraus de 36 metros de comprimento coloridos; pórticos de 4 metros de altura por sete metros de largura em ponte no Parque da Cidade, além da calçada de 76 metros de comprimento em arco-íris no mesmo local; molduras grandes em pontos como a Ponte JK e Museu da República, bem como a iluminação do Buraco do Tatu (com 100 pontos de luz) e do Congresso Nacional.


A pista no Parque da Cidade, com 76 metros, é a maior arco-íris que o Brasil já teve. A iluminação arco-íris na via embaixo da Rodoviária do Plano Piloto é inédita! Nunca uma estrutura viária desse tipo no País recebeu tal ação artística LGBT.


Haverá também programa especial na TV Comunitária de Brasília na segunda 28 às 18h. O apresentador e integrante do Brasília Orgulho Yuri Turate comandará o 'DF Orgulho', no qual ativistas que coordenam paradas LGBT nas outras regiões administrativas falarão sobre a trajetória dos eventos, importantes para a cidadania e visibilidade do segmento na capital federal.


Veja abaixo o nome e descrição das obras que compõem o projeto de intervenção urbana Brasília - Cidade Orgulho e que estão espalhadas pelo Plano Piloto. Todas ficarão montadas até 28 de junho. Iluminações têm data especial dentro desse período.


'Portal do Vale' - Parque da Cidade (estacionamento 10) - Segunda 21 a segunda 28 A ponte do Parque da Cidade tem seus corrimões adornados com cetim colorido. Foram adicionados dois portais de altura de 4 metros e largura de 7 metros em forma de arco-íris, um em cada extremidade da ponte. Vale é forma lúdica de a comunidade LGBT chamar-se: “No vale, lutamos por cidadania”.


'Trilha de Unicórnios' - Parque da Cidade (estacionamento 13) - Sábado 19 a segunda 28 Os 76 metros de comprimento da calçada que conecta o estacionamento 13 ao parque Nicolândia foram pintados com as seis cores do Orgulho LGBT: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul e roxo. Trata-se do maior arco-íris pintado no chão já feito no Brasil!


'Ir. Vir. Orgulhar-se' - Torre de TV - Sábado 19 a segunda 28 Todos os 36 degraus da escadaria de 36 metros de comprimento tiveram a parte frontal colorida por adesivos nas seis cores do orgulho. A composição forma imagem que brinca com a perspectiva do público e cria um grande arco-íris.


'Diga ‘Eu me orgulho' - Ponte JK, Museu da República, canteiro central da Esplanada e Torre de TV - Sábado 19 a segunda 28 Quatro molduras quadradas de 2,60 m com bordas de 35 cm dão oportunidade para as pessoas verem tradicionais pontos turísticos de Brasília de outra forma, agora, mais coloridos! O público poderá subir na estrutura para enquadrar monumentos, tirar fotos e bradar o orgulho.


'Novo Pulsar' - Túnel da Rodoviária do Plano Piloto (Buraco do Tatu) - Sábado 26 a segunda 28 (noite) O coração de Brasília vai bater na sintonia da diversidade! Todos os 100 pontos de iluminação do lugar ganharão as cores do orgulho LGBT! Será a primeira vez no Brasil que uma estrutura viária desse tipo ganhará intervenção artística para celebrar o orgulho arco-íris.


'Palácio da Igualdade' - Palácio do Buriti - Sábado 26 a segunda 28 (noite) O Brasília Orgulho, em acordo com o Governo do Distrito Federal, iluminará a sede do Poder Executivo local nas cores arco-íris. Será mensagem de que a democracia se constrói com respeito à diversidade.


'Casa do Povo. Casa de LGBT também' - Congresso Nacional - segunda 28 às 20h Pelo segundo ano consecutivo, o Brasília Orgulho projetará as cores LGBT na casa do Poder Legislativo Federal. Em 2020, o fato foi inédito! Ação feita em parceria com organização do XVIII Seminário LGBT, que será feito nessa data no local. O financiamento é feito por meio de vaquinha virtual no endereço https://abacashi.com/p/brasiliaorgulho. Haverá doação de cestas básicas para LGBT em necessidade custeada pelos valores recebidos. ______


Mais sobre a Associação Brasília Orgulho - O coletivo Brasília Orgulho é o organizador do festival de mesmo nome e que inclui a Parada LGBTS de Brasília, cuja primeira edição foi realizada em 1998 e é o maior ato de direitos humanos da capital. O evento, feito para comemorar o 28 de junho – Dia Internacional do Orgulho LGBT, agrega atividades tais como entrega de prêmios, mostra de filmes, debates e festas. Ocupam espaços e as ruas para mostrar a força da comunidade LGBT do DF e o quanto há para celebrar e ainda a conquistar até a cidadania plena.


Mais sobre a Crewza Produções - Tem o propósito de democratizar o acesso ao entretenimento, à cultura e à vida noturna a partir de intervenções urbanas de cunho musical e artístico em espaços públicos marginalizados de Brasília, sobretudo no Setor de Diversões Sul (Conic). Entre seus projetos mais notáveis estão a festa Balada em Tempos de Crise, as casas noturnas Birosca do Conic e Sub Dulcina e as ocupações no Túnel do Lago Norte.


Mais sobre o Ateliê Fábrica - Coletivo de cenografia formado por Nathalia Azoubel, Luan Autuori e Yuri Rocha, que nasceu em 2016 com a Limbo, coletivo multimídia e de produção de eventos em Brasília e Portugal. Hoje atende a eventos e projetos de pequeno e de grande porte, cenografias, instalações urbanas e objetos cenográficos.

54 visualizações