top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

Comunidade LGBTQIA+ comemora nome social em títulos de terra no Piauí

A medida adotada é um passo importante na luta pela inclusão e pela garantia dos direitos das pessoas LGBTQIA+ no estado do Piauí


Joseane Borges comemora a parceria entre Sasc e Interpi (Foto de divulgação)


Com o objetivo de garantir os direitos da comunidade LGBTQIA, o estado do Piauí, através do Instituto de Terras do Piauí (Interpi), passa a utilizar novo formulário no qual constará o nome social de pessoas LGBT nos títulos de terras emitidos pelo órgão.


A medida foi discutida em uma reunião entre a Diretora de Promoção da Cidadania LGBTQIA+/SUDH da Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (Sasc), Joseane Borges, e o diretor-geral do Interpi, Rodrigo Cavalcante.


'Foi muito importante essa parceria para que a gente garantir que a população LGBT, principalmente a população trans, possa receber os seus títulos com seus nomes sociais. Muitos LGBTs possuem e não conseguem sequer ter o direito a ser reconhecido com o nome com o qual se identificam”, comemora Joseane Borges.


A decisão, de acordo com o diretor geral do Interpi, Rodrigo Cavalcante, representa um avanço importante na garantia dos direitos das pessoas LGBTQIA+ no estado:


'Nosso compromisso é com a inclusão e a justiça social e essa medida é fundamental para garantir que todas as pessoas tenham acesso à propriedade rural, independente de sua orientação sexual ou identidade de gênero', afirmou.


Cavalcante ressaltou a importância do diálogo com a comunidade LGBTQIA+ para a construção de políticas públicas inclusivas.


'É fundamental que ouçamos as demandas das diferentes comunidades e trabalhemos juntos para garantir seus direitos. Essa reunião foi um exemplo disso e estamos comprometidos em continuar dialogando e construindo políticas públicas que promovam a igualdade e o respeito à diversidade”, completou.



1 visualização
bottom of page