top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

'Deixa Ela', série do GNT, aborda as dificuldades e preconceitos que as mulheres sofrem no futebol

A cada episódio, a série retrata o machismo presente nas diversas áreas do esporte, seja na diferença salarial, de oportunidades e até nas experiências do cotidiano



No mês que marca o início da Copa do Mundo Feminina, 'Deixa Ela' mergulha nas dificuldades e preconceitos enfrentados pelas mulheres no mundo do futebol. Com estreia nesta quarta-feira (14/07), a série documental traz, em cinco episódios inéditos, relatos de jornalistas, jogadoras, árbitras, torcedoras e técnicas apaixonadas pelo esporte, com o intuito de mostrar o machismo presente nesse meio e compartilhar as experiências de resistência adotadas.

Com direção de Ana Abreu e Fernanda Frazão, a produção da FLUXA Filmes foi realizada com uma equipe composta por 90% de mulheres e as filmagens aconteceram no Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia em 2023. Às vésperas do maior campeonato de futebol mundial, a série traz grandes nomes da seleção brasileira como a técnica Pia Sundhage (foto) e a goleira Letícia Izidoro, além da comentarista Ana Thais Matos, primeira mulher a comentar uma Copa do Mundo na TV aberta.

O primeiro episódio conta com jornalistas e comunicadoras que trabalham na área: Ana Thais Matos, comentarista da Globo, e a apresentadora Bianca Santos, do canal Desimpedidos. Elas falam sobre as inúmeras agressões e assédios que enfrentam por ocuparem lugares que, tradicionalmente, pertenciam aos homens, e como isso repercute em suas vidas pessoais e profissionais.


'Nunca me imaginei sendo personagem de uma série, ainda mais falando sobre a minha carreira e trajetória, mas espero inspirar muitas mulheres, meninas e até mesmo para aqueles que resistem ao trabalho de uma mulher no futebol', afirma Ana Thais Matos.

Já as árbitras Edina Alves e Anny Albuquerque contribuem, no segundo episódio, ao articularem sobre o local que ocupam: de tomada de decisões rápidas e de extrema pressão, além das dificuldades ao apitarem diferentes jogos, desde a várzea até campeonatos internacionais.

Na sequência da série documental, Maria Ribeiro, torcedora e conselheira do Bahia; Raíssa Visco, diretora e uma das fundadoras do Tricoloucas e Leda Costa, vascaína e pesquisadora de futebol, comentam sobre a arquibancada e o entorno dos estádios ainda serem lugares hostis para as torcedoras.


'A expectativa sobre a participação na série é grande, pois é uma oportunidade de mostrar às pessoas como é a vivência de uma mulher no estádio de futebol, liderando uma torcida exclusivamente feminina e contribuindo para que as pessoas entendam que lugar de mulher é onde ela quiser e merecemos respeito!', explica Raíssa.

Pia Sundhage, técnica da Seleção Brasileira de Futebol Feminino, e Rosana Augusto, treinadora de Futebol Feminino do Red Bull Bragantino, também estarão presentes em um dos episódios para compartilhar suas experiências sobre a predominância de homens ocupando os cargos de liderança no esporte, até mesmo em equipes femininas. Elas também revelarão suas estratégias de trabalho para enfrentar essa realidade.


'Fico feliz e honrada em participar de uma série que traz o futebol feminino como tema central. O brasileiro ama futebol e poder contar essa história ao lado de tantas referências é algo que me deixa feliz e orgulhosa da caminhada que estamos trilhando pelo sucesso da modalidade', conta Pia.

Por fim, Cristiane Rozeira, atacante do Santos, e Letícia Izidoro, goleira da seleção, falam sobre a resistência que enfrentam como jogadoras de alto desempenho que têm que provar sua capacidade, mesmo em um país que é berço de grandes craques do futebol. Elas comentam sobre suas maiores dificuldades e conquistas.


“Deixa Ela” estreia hoje e conta com cinco episódios semanais, com duração de 30 minutos cada, exibidos às quartas, às 23h30.

Comentarios


bottom of page