top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

'Deixa Ela', série documental do GNT, mostra dificuldades de mulheres em cargos de comando

Com direção de Ana Abreu e Fernanda Frazão, a produção da FLUXA Filmes, o documentário conta com cinco episódios, exibidos semanalmente, com duração de 30 minutos cada, exibidos às quartas, às 23h30. Pia Sundhage, técnica da Seleção Brasileira de Futebol Feminino, e Rosana Augusto, treinadora do Red Bull Bragantino, foram as entrevistadas da semana.


Imagem: divulgação GNT / Pia Sundhage


No futebol, a maioria dos cargos de comando ainda é ocupada por homens, mesmo nas equipes femininas. Assim, o penúltimo episódio da série documental 'Deixa Ela', que foi ao ar nesta quarta-feira, dia 2, entrevistou Pia Sundhage, técnica da Seleção Brasileira de Futebol Feminino; e Rosana Augusto, treinadora de Futebol Feminino do Red Bull Bragantino, sobre suas estratégias de trabalho, como chegaram aos cargos que ocupam atualmente, como montaram suas equipes e como lidam com o machismo tão presente nas posições de decisão.

'Eu fiz cursos e me tornei treinadora enquanto ainda jogava. Porque eu tinha muito interesse e curiosidade em saber como fazer um time funcionar', explica Pia sobre sua trajetória. 'Nunca me senti intimidada. Fui ignorada. É muito importante, se você quer divulgar algo, se quer contar às pessoas sua história, que alguém note você. No início, ninguém ligava para o futebol feminino', complementa.


Imagem: divulgação GNT / Rosana Augusto


O machismo em relação ao tema, além disso, não permitiu que o esporte tivesse uma evolução tão rápida no país. 'O futebol masculino está à frente do feminino em 100 anos, até porque houve uma proibição de 40 anos no futebol feminino. As mulheres ficam quase 40 anos sem praticar esportes de contato e quando retornam, é praticamente do zero', se refere Rosana ao Decreto-Lei 3.199, art 54, baixado pelo então presidente Getúlio Vargas em 1941.


'Acho que nós mulheres somos muito mais visadas. Tudo o que a gente faz toma uma proporção maior, principalmente se ela é negativa - se ela é positiva, não, se ela é negativa, sim - então a gente tem que tomar muito cuidado. Nós mulheres não podemos falhar. A gente tem sempre essa pressão. Mas em contrapartida, se você olhar pelo lado positivo, a gente se prepara melhor também', finaliza.

Com direção de Ana Abreu e Fernanda Frazão, a produção da FLUXA Filmes foi realizada com uma equipe composta por 90% de mulheres e as filmagens aconteceram no Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia, em 2023. 'Deixa Ela' conta com cinco episódios, exibidos semanalmente, com duração de 30 minutos cada, exibidos às quartas, às 23h30.



Comentarios


bottom of page