top of page

Fatal Model lança a campanha 'Dia de Respeito' para celebrar o Dia Internacional da Acompanhante

A plataforma apresenta o resultado da recente pesquisa feita com os profissionais e identificou que 91% dos entrevistados gostam de exercer a atividade e 74% de seus cônjuges tem conhecimento da sua profissão



O Fatal Model, maior plataforma de anúncios para acompanhantes do Brasil, se une aos profissionais do sexo para comemorar o Dia Internacional da Acompanhante. Essa data tem como objetivo promover o respeito e a valorização desses profissionais, além de destacar as dificuldades e desafios enfrentados por eles.

Em uma pesquisa recente realizada pelo Fatal Model com 3.649 anunciantes da plataforma, homens e mulheres, cis e trans. Foram coletados dados reveladores sobre a profissão e a percepção dos acompanhantes. Dentre os resultados, destacam-se os seguintes números:

· 42% dos acompanhantes possuem o ensino médio completo;

· 91% afirmam gostar de trabalhar como acompanhantes;

· 36% enxergam nessa profissão uma oportunidade de fazer uma renda extra;

· 16% acreditam que ser acompanhante é sua vocação;

· 66% atuam exclusivamente como acompanhantes;

· 74% dos cônjuges dos acompanhantes estão cientes de sua profissão;

· 45% possuem filhos.

No entanto, a pesquisa também revelou dados preocupantes que mostram as dificuldades enfrentadas pelos profissionais do sexo:

· 42% acreditam que a maior dificuldade da profissão é ser respeitado;

· 22% enxergam como um desafio serem vistos como profissionais dignos;

· 24% reconhecem o julgamento de familiares e amigos como uma barreira;

· 50% afirmam já ter sofrido preconceito ou discriminação durante um atendimento.

Diante dessa dura realidade enfrentada pelos acompanhantes sexuais, o Fatal Model lança a campanha 'Dia de Respeito'. O objetivo dessa campanha é sensibilizar a sociedade sobre a importância de tratar esses profissionais com dignidade e respeito, combatendo o preconceito e a discriminação que muitas vezes os acompanham. Como parte dessa iniciativa, o Fatal Model lançou um vídeo especial, que pode ser assistido a cima. O vídeo destaca que apesar de antiga, a profissão de acompanhante também se atualizou, acompanhando os avanços tecnológicos. Além de ressaltar a importância de enxergar os acompanhantes como profissionais que exercem seu trabalho de forma legítima. 'Neste Dia Internacional da Acompanhante, queremos promover a reflexão sobre a valorização e o respeito dos Acompanhantes. Nosso objetivo é que todos possam enxergar o trabalho dessas pessoas com empatia e compreensão, reconhecendo a importância de garantir seus direitos e combater qualquer forma de discriminação, afinal de contas, são mais de 1.400,000 profissionais atuantes nesse ramo só no Brasil', afirma Nina Sag, porta-voz do Fatal Model e acompanhante.

5 visualizações
bottom of page