• Pimenta Rosa

FIA usa artifício para punir Sebastian Vettel após protesto contra LGBTfobia na Hungria

O campeoníssimo Sebastian Vettel usou uma camiseta com as cores do arco-íris durante a execução do hino da Hungria, na pré-corrida deste final de semana



Ele não precisa de fama, mas não se furta de defender tudo o que acredita. O piloto alemão tetracampeão da Fórmula 1 Sebastian Vettel foi alertado de que poderia ser punido por protestar durante a execução do hino da Hungria, na corrida do último final de semana, em Hungaroring. Por conta das leis homofóbicas do país, que já foi motivo de sinalização do Parlamento Europeu, Vettel, que é cis, usou uma camisa com as cores do arco-íris.


Apesar da advertência e da punição na corrida, com sua desqualificação, após chegar em segundo lugar na prova, Vettel garantiu que protestará outras vezes. Durante o final de semana ele já tinha circulado com um tênis e uma máscara com as cores do arco-íris. Seu protesto foi aplaudido pelo campeão de Fórmula 1, Lewis Hamilton, que se posicionou nas redes sociais. A Federação Internacional de Automobilismo (FIA), mesmo após a corrida, manteve o resultado sob suspeição e revelou, mais tarde, que o piloto seria desqualificado porque 'ao fim da prova o carro de Vettel não tinha um litro de combustível no tanque para os testes pós-corrida'.

'Fico feliz se eles (a FIA) me desqualificarem. Podem fazer o que quiserem comigo, não me importo', frisou Vettel.


Além de Vettel, os pilotos Carlos Sainz, Valtteri Bottas e Lance Stroll foram punidos por não seguirem as regras da Fórmula 1. Mesmo com a informação da FIA, sobre a questão do combustível, o diretor de corridas da FIA, Michael Masi, explicou que os pilotos foram punidos por suas roupas antes da corrida. O protesto foi feito durante o WeRaceAsOne.


'No início deste ano, após discussões internas com a FIA e a F1, esclarecemos que queríamos dar aos pilotos a oportunidade de ter o momento de mostrar seu apoio ao WeRaceAsOne da maneira que desejassem. Mas o hino nacional de um determinado país deve ser respeitado, com todos os pilotos vestindo seus trajes de corrida', concluiu Masi, explicandop a razão da punição.

21 visualizações