• Pimenta Rosa

Fisiculturista pansexual do Cazaquistão denuncia cancelamento por discriminação

Yurii Tolochko, um dos principais atletas do Cazaquistão, denuncia que está sendo cancelado pelas organizações desportivas de seu país por sua luta e sexualidade



Um dos nomes fortes do esporte do Cazaquistão, o fisiculturista Yurii Tolochko, denunciou essa semana que vem sendo cancelado pelos organismos desportivos de seu país por sua sexualidade e pela luta em prol da comunidade LGBTQIA+. Tolochko ficou conhecido no mundo inteiro por casar com uma boneca inflável e depois traí-la com outra.


Em post no Instagram, o atleta frisou que, após ter conseguido ótima classificação em campeonato em abril, tem sentido pressão para que a organização local o expulse. Embora não haja uma crítica direta ao fisiculturista, eles criticam homens que se vestem de mulher. Tolochko ressalta que faz isso para mostrar a discriminação de gênero e contra trans.


'Eles querem me excluir e impedir que pessoas LGBT e quem apoia o segmento possa competir. Para eles, é algo imoral. Não citam o meu nome, mas descrevem o que faço e é nítido que referem-se a mim', frisou no post do Instagram.


No último dia 17 de Maio, Dia Internacional de Combate à Homofobia, Transfobia e Bifobia ele publicou em seu Instagram o vídeo abaixo.



20 visualizações