top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

GSK/ViiV Healthcare assina parceria inédita com Fórum das ONGs/Aids do Estado de São Paulo

Além dessa ação, que visa aumentar a conscientização e combater o preconceito, a GSK/ViiV Healthcare realiza diversos outros projetos pelo Brasil em prol da saúde de pessoas que vivem com HIV



Com a missão de colaborar com a qualidade de vida de pessoas que vivem com HIV, a biofarmacêutica GSK junto à ViiV Healthcare - subsidiária da empresa dedicada exclusivamente ao HIV - realizam ações com organizações de pacientes e parceiros nos setores público, privado e sem fins lucrativos para enfrentar os desafios da epidemia de HIV como uma prioridade de saúde pública. A mais recente é a iniciativa #AidsSemPreconceito, feita em parceria com o Fórum das ONGs/Aids do Estado de São Paulo (FOAESP) e outros apoiadores.

Lançada em junho, a ação tem como objetivo aumentar a conscientização, combatendo o preconceito, o estigma e a discriminação contra pessoas vivendo com HIV. O projeto contempla ações de mobilização social e engajamento comunitário para a implementação de políticas públicas, buscando acesso qualificado ao diagnóstico, promovendo bem estar, cuidados e tratamento dessas pessoas.

Outra parceria é com a organização Barong. Intitulada de 'Art em Casa', o projeto traz uma estratégia pioneira implementada no contexto da pandemia de COVID-19, que tem como objetivo colaborar com a adesão ao tratamento e melhoria de vida das pessoas vivendo com HIV, com atendimento psicológico, assistência social e informações sobre prevenção combinada e incentivo à manutenção do calendário vacinal atualizado.

Já o projeto 'Perseverar', realizado na região metropolitana de Salvador com a IBCM, tem como prioridade crianças e adolescentes em vulnerabilidade vivendo com o HIV/Aids, promovendo ações com foco na prevenção, na testagem, na adesão ao tratamento, no cuidado e na melhoria da saúde destas pessoas.

'Nós da GSK/ViiV Healthcare temos como compromisso garantir que nenhuma pessoa vivendo com HIV seja deixada para trás e uma das maneiras de fazer isso é trabalhando ativamente com comunidades afetadas pelo HIV e AIDS no Brasil e em todo o mundo. Com ações realizadas globalmente, atuamos como um parceiro transformador que defende pessoas e comunidades para acabar com a epidemia', conta Luiz Castilho, diretor de Acesso e Relações Governamentais da GSK.

Resultados já conquistados em 2022 no Brasil Dentre os projetos já implementados neste ano no país, o 'Paravidda Itinerante', da ONG Paravidda, realizado na região metropolitana de Belém, teve como objetivo contribuir com a redução da incidência das IST e do HIV, Hepatites Virais e Tuberculose em populações em situação de pobreza, vulnerabilidade e/ou exclusão social, por meio de informações sobre prevenção combinada e outras ações voltadas ao bem-estar e qualidade de vida. Durante o período, foram realizados 679 testes rápidos, os de HIV por amostra de fluido oral e, nestes, foram detectados 78 testes reagentes para sífilis e 5 reagentes para HIV. Já no Nordeste, um projeto em parceria com a Associação das Prostitutas da Paraíba percorreu mais de 30 pontos de trabalho sexual e realizou 582 testes de fluido oral para HIV, sendo 11 reagentes. Além disso, foram organizadas 17 rodas de conversas e 968 abordagens em que foram distribuídos materiais informativos sobre prevenção combinada, 6.333 preservativos externos, 2.750 preservativos internos e outros itens.

Investimento em pesquisa amplia enfrentamento ao HIV

A evolução no manejo da infecção do HIV/AIDS no Brasil se deve também às alianças estratégicas entre empresas privadas e institutos de pesquisa públicas. A GSK/ViiV Healthcare investe em parcerias com centros de estudos e instituições em todo o Brasil com o objetivo de ajudar no enfrentamento do HIV no país. Uma dessas parcerias é com o Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos/Fiocruz) para desenvolver, fabricar e promover acesso à medicamentos antirretrovirais de qualidade no Brasil.

Além dessa parceria, a GSK/ViiV Healthcare também financia e colabora com centros de pesquisa em HIV/AIDS nas cinco regiões brasileiras, com avaliação de novos tratamentos para grupos específicos de pessoas, e estudos que visam a avaliação de segurança e eficácia de medicamentos já utilizados no país. Além de diversas ações que fomentam prevenção e diagnóstico precoce do HIV, como campanhas de conscientização sobre a doença e suporte a ações de testagem.

Pelo nono ano consecutivo, a empresa conquistou o primeiro lugar em reputação corporativa geral na pesquisa 'Reputação Corporativa da Indústria Farmacêutica da Perspectiva do Paciente 2021-2022', realizada pelo grupo PatientView.

'Essa conquista mostra que estamos no caminho certo, investindo em pesquisas, novos tratamentos e trabalhando em conjunto com as comunidades para ajudar a combater o estigma, a discriminação, além de conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce e da prevenção do HIV', conclui Rodrigo Zilli, diretor Médico Associado de HIV, da GSK/ViiV Healthcare.

Números do HIV no Brasil

Em 2020, a pandemia de COVID-19 impactou diretamente o sistema de saúde no Brasil e no mundo inteiro, e os serviços relacionados ao cuidado das pessoas que vivem com HIV (PVHIV) enfrentaram inúmeros desafios. Segundo o Relatório de Monitoramento Clínico do HIV 2021, atualizado em julho de 2022, apesar das várias medidas tomadas para garantir a assistência adequada às PVHIV, entre 2019 e 2020, houve uma diminuição de 21% no número de PVHIV que realizaram os primeiros exames, antes do início da terapia antirretroviral (TARV) no serviço público de saúde. Já entre 2020 e 2021, houve um aumento de 13% e 15% no volume de exames de contagem de células de defesa (células T) e carga viral, respectivamente .

Em relação às PVHIV que iniciaram TARV, entre 2019 e 2020, constata-se uma redução de 20% -- o que pode estar relacionado a uma diminuição dos diagnósticos devido à pandemia. Em 2021, esse indicador mostra uma discreta recuperação: de 10%.

De acordo com dados atuais do Ministério da Saúde, aproximadamente 960 mil pessoas vivem com HIV no Brasil, sendo que 89% estão diagnosticadas, destas 73% encontram-se em tratamento com antirretroviral e destas 65% estão com supressão viral. Esses dados mostram o desafio de atingir a meta 95-95-95 estipulada pela UNAIDS, que visa diagnosticar e tratar todas as pessoas que vivem com HIV, indetectar a carga viral, promover saúde e qualidade de vida e evitar a transmissão do HIV.

No Brasil, o tratamento contra o HIV é disponibilizado gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e mais de 400 mil pessoas (metade das que vivem com HIV no país) utilizam antirretroviral produzido pela GSK/ViiV em seus tratamentos.

Sobre a GSK/ViiV Healthcare


A ViiV Healthcare foi criada em 2009, a partir de uma joint venture entre a GSK e a Pfizer, formando uma companhia global dedicada exclusivamente a tratamentos para o HIV. Em 2012, a japonesa Shionogi completou a sociedade. Atualmente, a GSK detém 76,5% de participação na empresa. Como líder em pesquisa e desenvolvimento de tratamentos para o HIV, a ViiV Healthcare possui operações em mais de 50 países. A GSK é o distribuidor da ViiV Healthcare no Brasil.

Comments


bottom of page