top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

Inscrições abertas para o 21º Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade LGBT+

Agências, profissionais de publicidade e anunciantes podem se inscrever até o dia 15 de outubro



Agências, profissionais de publicidade e anunciantes já podem inscrever suas campanhas para concorrer ao troféu de melhor Campanha Publicitária do 21º Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade LGBT+. As inscrições - de âmbito nacional e válidas qualquer parte do país - podem ser feitas até o dia 15 de outubro pelo link: www.premio.paradasp.org.br.


A Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo (APOLGBT-SP), organizadora e realizadora da premiação, traz mudanças significativas de olhar e de processo para a categoria neste ano. Agora, as agências de publicidade podem inscrever suas peças diretamente na primeira etapa.


Nas edições passadas, as indicações eram feitas por pessoas de fora do mercado publicitário e as mais indicadas iam para votação popular. Agora, as agências de publicidade podem inscrever suas peças diretamente na primeira etapa. Uma vez inscritas, as campanhas serão avaliadas por uma comissão julgadora, formada por um seleto grupo de profissionais do mercado publicitário. A comissão irá selecionar as três campanhas finalistas que só então seguirão para votação popular, prevista para o início de novembro.


Fazem parte da comissão Gustavo Loureiro e Marcela Neilly, da agência FOME, que foi responsável pela construção da identidade e do tema da 26ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo; Felipe Simi, CEO da SOKO, que participa como presidente do Observatório da Diversidade na Propaganda; Joana Mendes, presidente do Clube de Criação; Marta Gucciardi, Lina Moreira, Alexandre Luppi e Vitor Luz, da diretoria de Diversidade & Inclusão da Associação dos Profissionais de Propaganda (APP), André Chaves, idealizador do coletivo Papel & Caneta, que divulga anualmente uma lista de pessoas que promovem mudanças em causas sociais e ambientais na indústria criativa, no Brasil e nos Estados Unidos, e Galileu Nogueira, estrategista em branding pela Influxo&Co, que ganhou recentemente uma causa por homofobia contra uma grande rede de farmácias.


Um dos objetivos da comissão julgadora é trazer novos métodos de seleção, olhando não apenas a mensagem, mas os bastidores das campanhas inscritas. A porcentagem de pessoas LGBT+ envolvidas na sua criação e produção é um desses critérios. Outros recortes também serão avaliados, como o racial, o etário e o de deficiência.


Além de Campanha Publicitária, outras nove categorias também estão com os processos de indicação e inscrição abertos. É possível fazer até três indicações para Audiovisual, Artes Cênicas, Literatura, Digital Influencer, Personalidade Aliada, Esportes, Imprensa e Tema do Ano. Empresas com boas práticas e políticas de diversidade e inclusão para pessoas LGBT+ também podem se inscrever para concorrer ao prêmio de melhor empresa.


23 visualizações

Комментарии


bottom of page