• Pimenta Rosa

Instituto Precisa Ser e a Farm lançam edital para apoio a microprojetos em todo o Brasil

O investimento global é de R$ 800 mil, sendo R$ 500 mil para a periferia do Rio de Janeiro, e R$ 300 para as outras capitais brasileiras e inscrições vão até 07 de Março



Em parceria com a FARM, marca carioca muito conhecida por suas estampas coloridas, marcantes e uma história de pontos de virada, o Instituto Precisa Ser abriu inscrições, para o “RE - FARM CRIA” que irá beneficiar pessoas pretas periféricas com R$ 800 mil, distribuídos entre os pilares de Criatividade, Equidade, Moda e Educação. O prazo final para as inscrições será no dia 07 de Março, véspera do Dia Internacional da Mulher,.


Sobre o Edital


Podem participar jovens de 16 a 29 anos, de periferias da Cidade do Rio, e de capitais brasileiras ou que componham coletivos/instituições que atuem nesses territórios, além de organizações sem fins lucrativos que atuem com este público. O edital busca projetos que sigam os eixos de Moda, Criatividade, Equidade e Educação, promovam o desenvolvimento comunitário e que estejam alinhados aos pilares da marca: Gente, Cultura, Natureza e Circularidade.


Os projetos inscritos serão avaliados dentro de alguns critérios com diferentes pesos, por uma triagem de profissionais externos para análise, além de uma banca de lideranças FARM, e também por parceiros externos convidados para darem uma visão imparcial dos projetos.


O objetivo é selecionar 50 ações na cidade do Rio de Janeiro e mais 30 em outras capitais do Brasil. Os critérios de avaliação são: relevância, coerência e consistência. A relevância com a temática de atuação do proponente, grau de inovação e o potencial de impacto social do projeto. A coerência entre o objetivo do edital e a da iniciativa, a relação do tema com os pilares institucionais e objetivos do projeto. A consistência que verifica a relação entre as ações e atividades propostas na ficha de inscrições como o orçamento e o cronograma submetidos.


SOBRE O APOIO


O valor de R$ 800 mil será dividido da seguinte forma: R$ 500 mil serão para projetos no Rio de Janeiro e R$ 300 mil para as demais capitais.


O Instituto Precisa Ser é o responsável pela chamada e pelo gerenciamento de todas as fases do edital. A instituição, que nasceu em 2016 e trata de tecnologias digitais e sociais sem fins lucrativos tem como propósito desenvolver iniciativas de inovação social e valor compartilhado que promovem a educação de qualidade, reduzem as desigualdades, geram prosperidade e bem-estar para todos.


'Estamos honrados em participar do RE-FARM CRIA. É um momento de renovação de esperança e inúmeras oportunidades, principalmente para os jovens de, pretos, pardos e moradores de áreas periféricas. São talentos extraordinários que aguardam ansiosos uma oportunidade de se revelarem ao mundo e graças ao Re-FARM CRIA esse momento chegou!', declara Cris dos Prazeres, presidente do Instituto Precisa Ser.


REFORMULAÇÃO


Apoiar a iniciativa é um dos resultados de um longo processo de diálogo junto aos colaboradores da FARM, que gerou um “Plano de Ação para a Aceleração da Diversidade e Inclusão”, um compromisso que aponta o caminho que a marca está trilhando para transformar suas estruturas internas, garantindo mais diversidade e inclusão em todos os seus processos, contribuindo para a melhoria de vida das pessoas que estão ao seu redor.


Os frutos do plano já têm surgido: a empresa conta hoje com o maior percentual de pessoas pretas e pardas na sua história. Nos últimos meses, a liderança da Farm recebeu duas pessoas negras, Diego Francisco, head de Marketing e Andrezza Oliveira, head no Gente e Gestão.


'A Farm tem a brasilidade como um de seus pilares e entender que uma das marcas dessa brasilidade é a diversidade faz toda a diferença. Temos aqui a chance de contribuir com a sociedade, com a moda e é fruto de um amadurecimento da marca. Somos um coletivo de criativos muito preocupados em não permanecermos no mesmo lugar, queremos avançar com as pautas que também avançam na sociedade', afirma Diego Francisco.



AÇÕES ANTERIORES


A FARM não é novata nas ações que auxiliam ações de impacto social em territórios periféricos e vulneráveis em todo o país ou que diminuam seus próprios impactos na cadeia produtiva. Nos últimos anos, investiu em ações que minimizem o impacto de sua produção, em ações de troca de roupas usadas, em parceria com a plataforma Enjoei e vem plantando mil árvores por dia no projeto "1000 árvores por dia, todo dia", que já chegou a marca de mais de meio milhão de árvores plantadas no fim de 2021.


As parcerias se estendem ao coletivo Sankofa, de criadores negros e negras da moda, ao Instituto Oyá, em Salvador e a Rede Asta, que reutiliza as sobras de tecido para criar objetos e gerar renda para mulheres em todo o país.


SERVIÇO: As inscrições podem ser feitas até o dia 07 de março, no link das inscrições: https://www.prosas.com.br/editais/10165-chamada-re-farm-cria

13 visualizações