• Pimenta Rosa

Irani Papel e Embalagem torna-se signatária do Fórum de Empresas LGBTI+

A empresa reafirma o compromisso que tem em respeitar, promover e apoiar a diversidade e os direitos das pessoas LGBTI+ nas relações de valor



A Irani Papel e Embalagem, uma das principais indústrias de papel e papelão ondulado do Brasil, acaba de anunciar sua entrada como signatária no Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+ e, desta forma, se mostra no caminho para se tornar uma empresa cada vez mais diversa e inclusiva.


O movimento faz parte de uma série de compromissos ESG que a Irani Papel e Embalagem firmou para o ciclo 2021 -- 2030. Entre os compromissos, a empresa tem como objetivo ter 40% de mulheres em seu quadro funcional e 50% de mulheres em cargos de liderança; e a criação de um núcleo de diversidade composto por sete colaboradores, distribuídos por pilares (Gênero, Pessoa com Deficiência, Gerações, Cor e Raça e LGBTQIA+), que contará com o apoio técnico de um especialista da área. Além disso, realiza durante todo o ano webinars, encontros e campanhas internas temáticas para seus colaboradores, com foco em diversidade e inclusão e que propiciam ambientes e cultura cada vez mais inovadores.


'A Irani está focada em se tornar cada vez mais inclusiva e em contribuir para a evolução da sociedade por meio do fortalecimento de iniciativas de combate à discriminação dentro e fora da empresa, além de ações concretas para ampliar a empregabilidade e a inclusão de pessoas LGBTI+. Passamos a integrar o Fórum com o objetivo de garantirmos a luta pela eliminação da LGBTfobia e fortalecemos a garantia e os direitos desse público', comenta Fabiano Alves de Oliveira, diretor de Pessoas, Estratégia e Gestão da Irani.


A criação do Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+ surgiu como uma mobilização de empresas comprometidas em tornar verdade a máxima da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Os “10 Compromissos da Empresa com a Promoção dos Direitos LGBTI+” expressam o entendimento sobre o papel das empresas, oferecem uma agenda de trabalho para todos e qualificam a demanda no relacionamento com o Estado e a Sociedade Civil. Reconhecer os direitos da comunidade LGBTI+ é promover os direitos humanos de maneira geral, respeitar esse direito básico coloca a empresa num patamar diferenciado frente aos desafios e possibilidades que o século XXI apresenta.


'Celebrar este momento ao lado da Irani e saber que esta visão passa a integrar não apenas um discurso institucional, mas um plano de negócios, é algo que resume a essência do que o nosso Fórum representa: um movimento de colaboração e crescimento em rede para a transformação do ambiente empresarial e da sociedade. Precisamos de mais pessoas engajadas em trazer para a gestão uma conversa que só traz benefícios, em todos os âmbitos das relações', reconhece Raphael Pagotto, secretário adjunto do Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+.

Sobre a Irani


Fundada em 1941 e controlada desde 1994 pelo Grupo Habitasul, tradicional grupo empresarial da Região Sul do País, a Irani Papel e Embalagem é hoje uma das líderes do setor de embalagens de papelão ondulado no Brasil, além de ser referência no setor de papel para embalagens (rígidas e flexíveis). Com produção integrada, florestas próprias, energia autogerada e máquinas e equipamentos constantemente atualizados, a Irani produz papéis para embalagens, chapas e caixas de papelão ondulado, resinas de pinus, breu e terebintina, assegurando o fornecimento de produtos de matéria-prima renovável com alta qualidade e competitividade. A Irani possui cinco unidades produtivas: duas em Vargem Bonita (SC), uma em Santa Luzia (MG), uma em Indaiatuba (SP) e uma em Balneário Pinhal (RS), além de florestas em Santa Catarina e Rio Grande do Sul, e escritórios em Porto Alegre (RS) e Joaçaba (SC), e conta com mais de 2.200 colaboradores.

4 visualizações