• Pimenta Rosa

Jornalistas da Folha de S. Paulo criam comitê de inclusão e equidade

Medida é uma das ações criadas após movimentação dos jornalistas em reação à artigo que levantava a ideia de racismo reverso



Um grupo de 17 jornalistas da Folha de São Paulo criou o Comité de Inclusão e Equidade para atuar dentro da redação do jornal na promoção da diversidade. O Comité - composto por 12 jornalistas negros, 5 brancos, 11 mulheres e 6 homens, sendo um transgênero e uma travesti - é uma resposta à carta de 208 jornalistas em reação à publicação de um texto de um antropólogo que acusa negros de racismo contra brancos.


O objetivo do Comitê, que atuará dentro e fora das editorias do jornal, é sugerir e desenvolver projetos que tornem a Folha mais inclusiva e equânime quanto o assunto é raça, cor, etnia gênero, orientação sexual, classe e pessoas com deficiência.

6 visualizações