• Pimenta Rosa

Justiça aceita denúncia contra o humorista Carlinhos Mendigo por crime de LGBTfobia

Humorista postou em suas redes mensagens preconceituosas contra homossexuais e transgêneros, inclusive contra a campanha do Dia dos Pais com Thammy Miranda



Deu ruim para o humorista Carlinhos Mendigo. A juíza Cecília Pinheiro da Fonseca, da 3ª Vara Criminal da Barra Funda, em São Paulo, aceitou a denúncia do Ministério Público contra o ex-integrantes do programa 'Pânico'. Ele é acusado de crime de LGBTfobia pela publicação de vários posts em suas redes sociais consideradas ofensivas.


A denúncia foi feita pelo suplente de deputado estadual e ativista LGBTI+, Agripino Magalhães, em 2020, na 2ª Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes Raciais e de Delitos de Intolerância (DECRAD), em São Paulo. Quem conduziu as investigações foi a delegada Daniela Branco e foi ela quem indiciou o humorista ao Ministério Público, que por sua vez, encaminhou a acusação à Justiça.


No último ano, durante a campanha do Dia dos Pais do Boticário, onde o transexual Thammy Miranda aparecia com a família, ele postou que preferia ser órfão a ter um pai transgênero.


Segundo Agripino Magalhães, no documento, a promotoria interpretou que Carlinhos Mendigo visava ‘incitar a discriminação e induzir ao preconceito e à violação de direitos humanos’ em suas postagens e isso foi um dos motivos que o levaram a denúncia.


'É mais uma vitória contra o preconceito e nós estamos aqui para combater a disseminação do ódio da nossa comunidade seja nas redes sociais ou em qualquer outro lugar', comemorou o ativista em entrevista ao jornal O Dia.

46 visualizações