top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

Lake Worth Beach se declara Santuário LGBTQIA+ em meio a polêmicas leis na Flórida

A cidade reafirma seu compromisso com a comunidade LGBTQIA+ em um contexto de controvérsias legislativas no Estado



Os comissários da cidade da Flórida (EUA), em votação unânime, estabeleceram Lake Worth Beach como um porto seguro para a comunidade LGBTQIA+, aprovando uma resolução que reafirma o compromisso da cidade em 'preservar os direitos humanos de todos os indivíduos'.


De agora em diante, Lake Worth Beach será permanentemente reconhecida como um refúgio caloroso e acolhedor para pessoas LGBTQIA+ e suas famílias, onde podem viver em paz e conforto', declara a resolução.


A resolução surge em resposta a uma recente onda de propostas legislativas que visam a comunidade LGBTQ em estados como a Flórida. Mais de 40 estados viram a apresentação de quase 500 projetos de lei neste ano que ameaçam reverter os direitos das pessoas LGBTQ, de acordo com a União Americana pelas Liberdades Civis. Pelo menos 84 desses projetos foram transformados em lei, mais que o dobro do ano anterior.


O governador da Flórida, Ron DeSantis (R), assinou em maio quatro desses projetos de lei, rotulados por grupos de direitos civis LGBTQ como uma 'lista de ódio" contra a comunidade. Essas novas leis, em vigor neste verão americano, restringem os cuidados de saúde de afirmação de gênero a menores transgênero e a certos adultos, proíbem mulheres e meninas transgênero de competir em equipes esportivas femininas, impedem indivíduos transgênero de utilizar banheiros e vestiários de acordo com sua identidade de gênero e limitam a discussão sobre gênero e sexualidade em salas de aula de escolas públicas.


Em junho, um juiz federal suspendeu temporariamente a proibição dos cuidados de saúde que afirma o gênero.


Pelo menos dois grupos de direitos LGBTQ, Equality Florida e Human Rights Campaign, emitiram avisos contra viagens à Flórida devido à aprovação dessas leis, tornando o estado menos acolhedor e seguro para pessoas LGBTQ morarem ou visitarem. Em junho, a Human Rights Campaign declarou estado de emergência nacional pela primeira vez em seus 40 anos de história.


Defensores dos direitos LGBTQ consideram a votação que declara Lake Worth Beach um santuário LGBTQ como um passo positivo.


'Se não podemos fazer nada em relação às pessoas de Tallahassee, pelo menos podemos fazê-lo aqui, em nosso próprio quintal", disse Rand Hoch, presidente e fundador do Conselho de Direitos Humanos do Condado de Palm Beach, que liderou o esforço pela resolução.


'Acredito que é hora de adotarmos uma postura afirmativa em aceitar as pessoas como são", declarou a prefeita de Lake Worth Beach, Betty Resch.


'Este é um grande passo para tornar a Flórida segura novamente para todas as comunidades, especialmente para nossos amigos LGBTQ+ que viveram com medo sob os ataques do governador DeSantis', disse Nikki Fried, presidente do Partido Democrata da Flórida.


Fried acrescentou: 'Nossos representantes eleitos locais estão liderando a luta para manter nossas comunidades seguras e os comissários em Lake Worth Beach deixaram claro que, se os republicanos em Tallahassee não protegerem nossas comunidades, eles o farão'.


Embora Lake Worth Beach seja a primeira cidade na Flórida a oficialmente se declarar um santuário para pessoas LGBTQ, não é a primeira no estado a promover políticas favoráveis aos direitos LGBTQ. De acordo com um relatório de 2016 da Equality Florida, pelo menos 40 cidades aprovaram leis locais que reforçam a orientação sexual e proteção de identidade de gênero.



留言


bottom of page