• Pimenta Rosa

MSD Brasil amplia licença-parental para 12 semanas e beneficia casais homoafetivos

Benefício que era de 20 dias será ampliado a partir de Novembro na companhia, atendendo casais heterossexuais, homoafetivos e pessoas em processo de adoção



Para estreitar os laços familiares e estimular a participação ativa do casal nos cuidados com os filhos, sejam eles biológicos ou adotivos, a MSD Brasil amplia a licença-parental para 12 semanas. O benefício também contempla pessoas do grupo LGBTQIA+ ou funcionários que estejam em processo de adoção.

Anteriormente, a licença era de 20 dias aos pais de filhos biológicos (casais héteros) e de 60 dias para pais de filhos adotivos (casais heteros e LGBTQIA+).


"Ter mais tempo para se dedicar e criar uma ligação com o filho, estando ao lado do parceiro(a) vivendo este momento tão especial: é por este motivo que ampliamos a todos os colaboradores este período de três meses, pois sabemos como é importante a participação ativa neste momento da família", comenta Andres Massoni, diretor de RH da MSD Brasil .

O direito passa a valer a partir de 1º de novembro para todos os funcionários da MSD no Brasil.

"Isso é um avanço, pois a sociedade mudou e entende como a parceria entre os pais é importante nos cuidados e atenção dos filhos", finaliza o diretor de RH, Andres Massoni .

Sobre a MSD

Por 130 anos, a MSD cria invenções para a vida, trazendo ao mercado medicamentos inovadores para combater as doenças mais desafiadoras. MSD é o nome pelo qual é conhecida a Merck & Co. Inc. fora dos Estados Unidos e do Canadá, cuja sede fica em Kenilworth (New Jersey, EUA).

4 visualizações