• Pimenta Rosa

No Oscar da Diversidade, atriz queer latina ganha por sua interpretação em 'Amor, Sublime Amor'

Ariana DeBose ganhou a indicação pelo papel de Anita, interpretado na primeira versão pela atriz porto-riquenha Rita Moreno, que aplaudiu a nova estrela



Num Oscar que primou pela diversidade, na noite do último domingo (27/03), a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante foi entregue pela primeira vez a uma atriz queer: Ariana DeBose. Ela interpretou o papel de Anita, no filme 'Amor, Sublime Amor', que já tinha rendido um Oscar em sua primeira montagem para a atriz porto-riquenha Rita Moreno. Rita, por sinal, fez questão de aplaudir a nova estrela.


Ao receber a estatueta, a atriz homenageou sua antecessora por abrir caminho para os latinos em Hollywood.


'Você está olhando para mim agora, e estou muito grata', disse DeBose se dirigindo a Moreno. 'Sua Anita abriu caminho para toneladas de Anitas como eu. Eu te amo muito'.


Ariana é a primeira afrolatina e abertamente queer a ganhar o prêmio. A atriz usou um conjunto de blusa e calça vermelhos, completado por uma capa também vermelha, e em resposta para quem opina sobre ela se vestir como homem ou como mulher, disse apenas que estava se vestindo como ela mesma.


'Imagine essa menina no banco de trás de um Ford Focus branco. Olhe nos olhos dela, veja uma mulher de cor abertamente queer e afro-latina que encontrou sua vida e sua força na arte. Isso é o que acredito que celebramos aqui. Então, se alguém, alguma vez, questionou a sua identidade, prometo a você, há um lugar para nós', afirmou Ariana em seu discurso ao receber o prêmio.

41 visualizações