top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

Professor Anderson Silva leva Propriedade Intelectual e Empreendedorismo à Zona Oeste do Rio de Janeiro

Quarto projeto de extensão indicado ao Prêmio Arte & Movimento em 2024, 'Propriedade Intelectual para Empreendedores' é o reconhecimento pelo impacto positivo que a proposta tem tido na comunidade.



O professor Anderson Moraes de Castro e Silva, coordenador do laboratório Harpia do Departamento de Computação da UERJ-ZO, tem se destacado por seu trabalho inovador e impactante na comunidade. Em entrevista exclusiva, ele compartilhou detalhes fascinantes sobre o projeto Propriedade Intelectual para Empreendedores, indicado ao Prêmio Arte & Movimento em 2024.


O projeto, criado em 2019 no Centro Universitário da Zona Oeste - UEZO, mantém uma trajetória de sucesso, com uma missão clara: disseminar conhecimentos sobre empreendedorismo e propriedade intelectual (PI) entre os moradores da Zona Oeste do Rio de Janeiro. Desde sua incorporação ao Depext/UERJ, o projeto tem se dedicado à (re)inserção dos moradores locais no mercado de trabalho, especialmente aqueles que enfrentam desafios sociais e econômicos.


'O projeto também tem um forte compromisso com a inclusão social, trabalhando com muitos segmentos marginalizados, como trabalhadores informais, desempregados, donas de casa, artistas periféricos, comunidade LGBTQIA+ etc. , revela o professor Anderson Silva.

Ele conta que a ideia surgiu da constatação de que muitas pessoas na região não tinham conhecimento sobre a importância da proteção de suas criações. 'Às vezes a pessoa comercializava alguma coisa em casa, tinha uma pensão, fazia sacolé, cuscuz, doces, mas não sabia que se ela botasse uma marca no seu doce, no seu serviço, no seu produto, poderia fidelizar o seu público.'


Com essa consciência em mente, o projeto começou a oferecer cursos e capacitações sobre empreendedorismo e propriedade intelectual. O primeiro desafio foi criar um curso presencial para atender à demanda da comunidade local. 'A primeira turma aconteceu em 2019. A gente ofereceu 50 vagas iniciais. Em 3 dias apenas já tinha mais de 150 pessoas inscritas', lembra o professor.


A demanda continuou a crescer nos anos seguintes, levando à criação de um curso de extensão virtual. 'A gente criou então um curso de extensão virtual, ou seja, remoto sobre empreendedorismo e propriedade intelectual e é esse curso que está sendo premiado', revela o professor Anderson Moraes. O curso virtual teve uma recepção ainda mais ampla, atingindo um público diversificado na região.


O que mais surpreendeu o professor Anderson Silva foi a receptividade dos artistas periféricos e empreendedores da economia criativa. 'Quem mais tem demandado de nós são os artistas periféricos, o pessoal que trabalha com economia criativa: artesãos, performers, músicos, dançarinos', diz Silva. 'Eles tinham seus nomes de conjuntos, outros produtos que faziam e não sabiam como registrar, como proteger, como solicitar sua marca.'


Na Zona Oeste, o movimento está se fortalecendo. 'A gente tem visto surgir artistas na sua plenitude, com o nome registrado, com marca registrada que começam a licenciar seus próprios produtos', comemora o professor. Ele compartilhou uma experiência recente em que compareceu a um show de um ex-aluno:


'Ao lado do palco, tinha uma banquinha com toalhinhas, viseiras, chapéus, tudo com a marca dele. Ele aprendeu que era um artista, que ter uma marca registrada podia licenciar produtos e ganhar dinheiro com isso', frisa.


O objetivo principal do projeto é claro: inserir ou reinserir no mercado os moradores da Zona Oeste, ensinando-lhes como proteger suas criações. Neste mês, por exemplo, o professor Anderson está ministrando um curso no Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente - CRIAAD Santa Cruz, do Departamento Geral de Ações Socioducativas - DEGASE, órgão do Governo do Estado do Rio de Janeiro, que executa as medidas judiciais aplicadas aos adolescentes em conflito com a lei. Com uma abordagem educativa e acessível, o projeto Propriedade Intelectual para Empreendedores está transformando vidas e fortalecendo a economia criativa na região.








216 visualizações

1 Comment


Josiane Macena
Josiane Macena
Mar 15

Excelente profissional fico sempre encantada com a sabedoria e bom exemplo em capacitar e trazer reflexão a sociedade . Sucesso sempre .

Like
bottom of page