top of page
  • Pimenta Rosa

Psicóloga lança livro sobre o poder libertador de se amar

Juliana Schaun Benfica compartilha reflexões sobre feminilidade e autonomia



Idealizadora do projeto 'Seja protagonista', Juliana Schaun Benfica está prestes a lançar seu primeiro livro intitulado 'O poder libertador de se amar'. A obra, publicada pelo selo Artêra da editora Appris, será apresentada ao público neste sábado (6), das 11h às 14h, na Livraria da Rua, em Belo Horizonte (Rua Antônio de Albuquerque, 913 - Funcionários - MG).


Juliana Schaun Benfica, psicóloga e psicanalista formada pela PUC-Minas e especializada em transtornos ansiosos e depressivos pela Faculdade Albert Einstein, mergulha nas complexidades da feminilidade em seu livro de estreia. 'O poder libertador de se amar' não só analisa, mas também desafia as normas sociais e psicológicas que moldam as mulheres, levando-as muitas vezes a abrir mão de sua autenticidade para se encaixarem em padrões alheios.


Nesta obra reveladora, Juliana aborda a influência do patriarcado e da relação mãe-filha na construção da identidade feminina. Ela traça um caminho de liberdade através do amor-próprio, autonomia e autoconfiança, destacando como esses elementos são cruciais para que as mulheres se libertem de ciclos repetitivos e assumam o protagonismo de suas vidas.


'O livro carrega o que mais acredito: há poder em se amar e romper com os ideais de feminilidade impostos a nós, e é isso que chamo de liberdade', destaca Juliana. 'Passamos a vida construindo nossos corpos, personalidade e ser em torno do que achamos que o outro deseja. E, conforme o tempo passa, menos sabemos quem somos para além de pedaços para a satisfação dos outros.'


Com uma abordagem que mescla análise social e psicanalítica, a autora nos convida a refletir sobre como nossas histórias pregressas moldam nossa jornada. Seja em ninhos que proporcionam segurança ou em gaiolas emocionais, Juliana ressalta que todos carregamos traumas, e é fundamental confrontá-los para alcançar a verdadeira autonomia.


'Por que ser uma mulher que se ama é um desafio que beira a impossibilidade?', questiona a autora, apontando para a 'síndrome da boazinha' que tantas vezes aprisiona as mulheres em busca de validação externa. Segundo ela, a misoginia que valoriza a passividade e a obediência mina a autoestima feminina, gerando insegurança e dependência.


Além disso, Juliana aborda a culpa feminina, um tema delicado que pode levar à autossabotagem. Com base em seus estudos e experiência clínica, a autora destaca como algumas mulheres constroem suas próprias armadilhas, acreditando que buscar autonomia só traz frustração e sobrecarga.


'Sair desses padrões não é apenas uma questão de diagnóstico psiquiátrico, mas sim uma reconexão com nossa potência criativa', enfatiza Juliana. Seu livro não apenas expõe os desafios enfrentados pelas mulheres, mas também oferece um caminho para se libertar dessas amarras e se tornar protagonista de suas próprias histórias.


Juliana Schaun Benfica, além de escritora, é também influencer e idealizadora do curso 'O poder libertador de se amar' e do projeto 'Seja protagonista'. Seu trabalho tem impactado positivamente milhares de mulheres, guiando-as em direção ao amor-próprio, autonomia, coragem e responsabilidade diante da vida.




SERVIÇO:

Lançamento do livro 'O Poder Libertador de se Amar'

Data: 6 de abril de 2024 (sábado)

Horário: Das 11h às 14h

Local: Livraria da Rua

Endereço: Rua Antônio de Albuquerque, 913 - Funcionários - Belo Horizonte, MG

Comments


bottom of page