• Pimenta Rosa

Vocalista da banda Imagine Dragons é ameaçado de morte por defender LGBTQ+

Dan Reynolds criou, em 2017, a fundação Loveloud, que dá apoio e acolhimento a jovens LGBTQ+, e, desde então, vem recebendo uma série de ameaças de morte



A vida do vocalista da banda pop de Las Vegas, nos Estados Unidos, Imagine Dragons mudou desde que decidiu investir parte de seu tempo e trabalho em prol de jovens LGBTQ+. Certo de que o preconceito de gênero deve ser sempre combatido, ele, na foto com a bandeira do arco-íris, durante o Lollapalooza (registro de Breno Galter), criou em 2017 uma fundação para dar acolhimento a jovens LGBTQ+ e garantiu que todas as ameaças foram repassadas ao FBI.


'Coisas estranhas aconteceram comigo, recebi ameaças de morte. Tive que envolver o FBI. Pessoas não estão felizes comigo sendo um aliado da comunidade LGBTQ+. Tenho uma equipe poderosa e eles cuidaram disso. Não sou mártir, mas isto é uma realidade. Só falo disso para que as pessoas percebam que continua sendo um problema real. E se você não acha que é, envolva-se e verá. Há muitas pessoas que estão zangadas, muito zangadas, e do lado errado', declarou Reynolds.


Pai de quatro filhos com menos de nove anos que, segundo o vocalista, primam pelo respeito, Dan Reynolds fundou em 2017 a fundação Loveloud, voltada para jovens LGBTQ+. Trata-se de um 'catalisador para reunir comunidades e famílias para ajudar a iniciar a conversa vital sobre o que significa amar incondicionalmente nossos jovens LGBTQ+. LOVELOUD oferece esperança aos jovens, deixando-os saber que não estão sozinhos e incentivando a aceitação no lar e na comunidade. Tudo começa com falar, compartilhar e mostrar a realidade do que os adolescentes LGBTQ + enfrentam diariamente', segundo a fundação.


'O que descobri é que a comunidade LGBTQ+ está procurando aliados e apoio. Especialmente nossos jovens, alguns dos quais estão em transição ou ainda não se assumiram para suas famílias. Eles estão procurando por nós para progredirmos', concluiu Reynolds

27 visualizações