• Pimenta Rosa

#VoteLGBT faz mapeamento de pré-candidaturas LGBT+ para as eleições 2022 e cria site de divulgação

Análise inédita mostra que mulheres trans estão preparadas para as eleições, negociando recursos com os partidos, enquanto pré-candidaturas negras relatam mais dificuldade para obter recursos dos partidos do que as brancas


A organização #VoteLGBT, em parceria com a ABGLT e Victory Institute, fez um mapeamento inédito de pré-candidaturas LGBT+ no Brasil que vão tentar disputar um cargo legislativo nas eleições deste ano. Mesmo diante da ausência de dados oficiais gerados pela própria Justiça Eleitoral, pela primeira vez há mapeamento respeitando a autodeclaração de gênero e sexualidade das pré-candidaturas, pois foram elas mesmas que se cadastraram.


Ao todo, foram encontradas 210 pré-candidaturas LGBT+ de diferentes espectros políticos e regiões do Brasil, entre abril e junho de 2022: 95% delas disputarão as vagas nas urnas declarando publicamente sua identidade LGBT+.


‘Desde 2014, o #VoteLGBT tem atuado no período das eleições, sendo uma ponte entre o eleitorado e as candidaturas LGBT+. O contexto de 2022 fez com a gente decidisse agir antes das eleições para apoiar as pré-candidaturas, porque entendemos que o risco de elas não serem aceitas pelos partidos para estarem nas urnas é muito grande’, explica Gui Mohallem, co-diretor do #VoteLGBT.


A mais recente reforma eleitoral diminuiu muito a quantidade de candidaturas que cada partido e federação poderá lançar. O risco de as pré-candidaturas LGBT+ ficarem de fora dessas vagas é grande.


A organização criou o site https://votelgbt.org/2022 para divulgar as pré-candidaturas mapeadas, informando suas autodeclarações de identidade LGBT+ e racial, o cargo que pretendem disputar, por qual partido e em qual estado. As galerias de fotos contam com o link das redes sociais de cada pré-candidatura.


Lula é o favorito da comunidade LGBT+



‘Na pesquisa que fizemos na Parada LGBT+ deste ano, quase todo mundo quer votar em candidaturas LGBT+ , mas tem muita gente que ainda não conhece nenhuma! Mapeamos 210 até agora, e sabemos que ainda tem mais’, diz Mohallem. 88% dos frequentadores da Parada do Orgulho LGBT+ deste ano em São Paulo preferem votar em LGBT+, mas apenas 45% já conheciam alguma pré-candidatura.


Para eleição majoritária, a pesquisa aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é o favorito entre participantes da 26ª edição da Parada LGBT+ de São Paulo. O pré-candidato petista obteve 86% de intenção de votos. Em segundo lugar aparece Ciro Gomes (PDT), com 2,5%. Apesar de conhecido por declarações e postura homofóbica, o presidente Jair Bolsonaro (PL) ainda tem 1,6% da preferência dessa fatia do eleitorado.


Os demais candidatos – Simone Tebet (MDB) e Luciano Bivar (União) não chegaram a 1%. Outros 3,8% disseram não saber em quem votar, 2% declararam voto branco ou nulo, 1,9% não quiseram declarar.

0 visualização