• Pimenta Rosa

Aston Martin faz parceria com a Racing Pride, para incentivar diversidade

A equipe de Fórmula 1 já irá correr com a logo da Racing Pride em seus carros, no tradicional GP da França e quer incentivar a presença da diversidade nos esportes



A tradicional equipe de Silverstone, Austin Martin, anunciou neste 1º de Junho, mês que se comemora o Orgulho LGBTQIA+, uma iniciativa pioneira no Reino Unidos. A escuderia fechou parceria com a Racing Pride, a fim de estimular a diversidade nos esportes a motor, não apenas em cargos de engenharia, mas também nos demais cargos do staff da Fórmula 1.


Como parte desta parceria com a Racing Pride, a Aston Martin vai promover, ao longo de junho, diversas iniciativas sociais e comunitárias para aumentar a conscientização sobre a diversidade e inclusão LGBTQIA+, como workshops, a construção e desenvolvimento de estratégias de apoio para membros da equipe e revisão completa das políticas internas. A Racing Pride também vai realizar, dentro da equipe de Silverstone, uma pesquisa interna para entender melhor a posição atual da equipe e realizar reuniões com o tema de inclusão e conscientização para a equipe de recursos humanos, gerência e a equipe de diversidade e inclusão.


A Aston Martin também vai estampar, no fim de semana do GP da França, o logo da Racing Pride nos carros de Sebastian Vettel e Lance Stroll. Vettel já apoiou a causa LGBTQIA+ ao estampar no seu capacete as cores do arco-íris no Grande Prêmio da Turquia e destacou a importância da iniciativa.


'Quero ajudar a destacar a positividade em torno da mensagem de inclusão e aceitação. Parabenizo as pessoas que impulsionaram a discussão que levou a uma inclusão mais ampla. Mas, igualmente, estou ciente de que é preciso fazer mais para mudar atitudes e remover muito da negatividade que ainda resta. É ótimo ver a Aston Martin dar apoio a essa questão. Há um longo caminho pela frente, mas estou satisfeito por podermos desempenhar um papel positivo', frisou o tetracampeão Sebastian Vettel.


Richard Morris, piloto profissional e cofundador da Racing Pride, ao lado do jornalista Christopher Sharp, reforçou a importância da iniciativa e o tamanho da oportunidade de se aliar a uma equipe de Fórmula 1.


'Esta parceria marcante entre a Aston Martin e a Racing Pride terá um impacto positivo de forma muito ampla na comunidade LGBTQIA+. Esperamos continuar a trabalhar em estreita colaboração com a equipe, que se esforça constantemente para criar uma cultura inclusiva, na qual todos os membros da equipe são respeitados, capacitados e valorizados. O compromisso da Aston Martin de ser líder na criação de uma verdadeira igualdade, o que essa parceria representa, será uma fonte de inspiração para a comunidade LGBTQIA+ dentro do esporte, entre sua base global de fãs e na sociedade em geral', disse Morris.


O CEO da equipe britânica, Otmar Szafnauer, reforçou a importância da parceria e a expectativa de que seja o primeiro passo para que o mundo do automobilismo possa ser mais inclusive e diverso.


'A Aston Martin está comprometida em ser um ambiente seguro e inclusive para a comunidade LGBTQIA+, e nossa aliança com a Racing Pride nos permite promover essa ambição para a nossa equipe, tanto em nível pessoal, como profissional. Esperamos que nosso envolvimento com essa questão sirva como um farol para que o resto do mundo do automobilismo siga o nosso exemplo', concluiu Szafnauer.

4 visualizações