top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

Livro 'Museologia Comunitária LGBTQIA+ e Outros Ensaios Queer Interseccionais' é lançado hoje

Obra reúne uma década de reflexão sobre a Museologia LGBTQIA+ no Brasil e faz parte da programação da 17ª Primavera dos Museus. O será em evento virtual, que acontecerá daqui a pouco, às 10h, no canal oficial do MDS no Youtube.



O Museu da Diversidade Sexual (MDS), uma instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, está prestes a lançar um livro que promete ser um marco na Museologia LGBTQIA+ no Brasil. Intitulada 'Museologia Comunitária LGBTQIA+ e Outros Ensaios Queer Interseccionais', a obra será lançada hoje (22), as 10h, em um evento virtual que acontecerá no canal oficial do MDS no Youtube (https://www.youtube.com/watch?v=jsci7GP3vJM).


O livro reúne dez artigos e representa uma década de reflexão e atuação no projeto Memórias LGBTQIA+, concebido em 2010 e formalizado em 2013 pelos organizadores Jean Baptista e Tony Boita. Além de suas contribuições acadêmicas, o projeto Memórias LGBTQIA+ também teve como marco a união de Jean Baptista e Tony Boita, que se casaram e começaram a construir uma família durante o desenvolvimento do projeto.


A coletânea aborda a evolução da Museologia LGBTQIA+ no Brasil, destacando sua transformação de uma simples reserva técnica para uma Museologia Comunitária. Os autores, comprometidos com questões de gênero, sexualidade, raça, classe e geografia, propõem uma abordagem inclusiva que reflete a diversidade do país. O livro mergulha na história dos primeiros dez anos da Museologia LGBTQIA+ no Brasil, oferecendo uma visão abrangente do desenvolvimento desse campo, desde suas origens até seu estado atual.


Tony Boita e Jean Baptista, autores do livro, expressaram seu desejo de que a obra inspire os próximos dez anos da Museologia brasileira, contribuindo para o combate à LGBTQIAfobia, especialmente quando associada ao racismo, classismo, capacitismo e cisnormatividade.


O projeto Memórias LGBTQIA+ completou uma década de atuação, durante a qual não apenas produziu exposições, mas também uma valiosa bibliografia. O livro é o resultado de uma reflexão cuidadosa, destacando textos que melhor representam essa jornada de construção.


A trajetória do projeto incluiu a fundação da Rede LGBTQIA+ de Memória e Museologia Social em 2012, que abriu espaço para que outras pessoas LGBTQIA+ na Museologia contribuíssem com suas perspectivas e experiências. A criação da Revista Memória LGBTQIA+ e do Seminário Museus, Memória e Museologia LGBTQIA+ são exemplos de ações que desempenharam papéis fundamentais na disseminação do conhecimento sobre a Museologia LGBTQIA+ no Brasil.


O livro não se limita a discutir a Museologia LGBTQIA+, mas também dialoga com o campo museológico como um todo, desafiando as narrativas produzidas predominantemente por pessoas cis, brancas e burguesas. Ele enfatiza a importância das epistemologias LGBTQIA+ periféricas, dando voz a perspectivas até então sub-representadas.


Com o lançamento deste livro, o Museu da Diversidade Sexual reforça seu compromisso de ser um espaço inclusivo e acolhedor para todas as vozes da comunidade. A publicação marca a segunda edição editorial do MDS em 2023, solidificando sua posição como um local de destaque para a discussão da Museologia LGBTQIA+ e o engajamento com questões de relevância nacional.

Comments


bottom of page