• Pimenta Rosa

'Destino dos sonhos', Secretaria de Turismo do Rio quer atrair mais turismo LGBTQIA+

Reunião virtual o secretário de Turismo, Bruno Kazuhiro, e o coordenador da Associação Internacional de Turismo LGBT no Brasil Clóvis Casemiro, tratou de novas estratégias



A capital fluminense, que é considerada um destino dos sonhos em todo o mundo por suas belezas naturais e a hospitalidade dos cariocas, quer reforçar sua estratégia para atrair ainda mais a comunidade LGBTQIA+. Nesta quarta-feira (20/10) o secretário municipal de Turismo (Setur), Bruno Kazuhiro, e o coordenador da Associação Internacional de Turismo LGBT no Brasil (IGLTA da sigla em inglês) , Clóvis Casemiro, discutiram ações que contribuam para esse crescimento no número de turistas.


A discussão gerou em torno de parcerias entre as instituições para a criação de mais atrativos turísticos voltados ao público LGBTQIA+, como eventos, roteiros especiais e outras ações que promovam a diversidade e o respeito na cidade do Rio de Janeiro. Também levantaram questões importantes sobre os serviços prestados na área do turismo aos visitantes membros da comunidade LGBT: tratamento de amenidades, treinamento e cordialidade em hotéis, restaurantes e pontos turísticos são alguns dos exemplos que fazem muita diferença ao turista e que cativam, ou não, sua volta à cidade.


Na ocasião, Casemiro fez um convite à Setur para integrar o IGLTA no rol de seus parceiros, com ideias que impulsionariam ainda mais o Rio de Janeiro como um dos primeiros destinos mais procurados pela comunidade, shows, eventos, e com o projeto de fazer a Parada Gay carioca numa data fixa, com foco no segundo semestre de cada ano.


'O Rio de Janeiro sempre foi conhecido pela sua diversidade e hospitalidade. A Secretaria de Turismo da cidade vai trabalhar para atrair todos os turistas, com roteiros alternativos, adaptados, diversos e, acima de tudo, que respeitem as liberdades, as diversidades e indo contra qualquer forma de discriminação', declarou o secretário Bruno Kazuhiro.


Uma das principais pautas que foram discutidas é a da Parada do Orgulho LGBT do Rio de Janeiro, realizada pelo Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT, na Praia de Copacabana. A proposta é trabalhar para que o evento do Rio de Janeiro se transforme, a cada ano, num evento mais e mais importante no cenário LGBT mundial e atraia não apenas turistas brasileiros, mas também ativistas internacionais, como acontece com a Parada do Orgulho de São Paulo, considerada a maior do mundo, com mais de 3 milhões de participantes a cada ano, que movimenta a rede hoteleira e todo o comércio da cidade, gerando visibilidade e investimentos.


Para Casemiro, foi extremamente produtiva a reunião, pois mostra a preocupação da capital fluminense em reforçar sua posição como um dos principais destinos mundiais e buscar oferecer um atendimento cada vez mais qualitativo. Essa primeira reunião, admitiu, abre caminhos para se construir uma estratégia que fixe a imagem do Rio de Janeiro como uma cidade aberta à diversidade e possa buscar eventos que contribuam cada vez mais para a consolidação dessa posição, abrindo espaço para a captação de investimentos LGBTQIA+.


'O Rio é um destino de sonhos e o turismo é uma indústria gigante na capital fluminense. Todo mundo quer conhecer a cidade, não apenas por suas belezas naturais, mas pela alegria e hospitalidade de seu povo. Nessa retomada do turismo é importante ações como a da Setur, de buscar entender os novos protocolos e oferecer produtos e serviços que reforcem a imagem do Rio de Janeiro como uma cidade que sempre recebe seus turistas de braços abertos', concluiu Casemiro.

27 visualizações