top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

TchaKa Drag Queen: 25 Anos encantando e empreendendo na arte do entretenimento

Valder Bastos, o criador por trás da icônica TchaKa Drag Queen, revela sua jornada artística, empreendedora e as experiências marcantes na vida.



Em janeiro de 2024, TchaKa Drag Queen presenteia seus fãs com uma novidade incrível: o lançamento do podcast #NaTchaKaPod. Em fevereiro, o agito continua com a presença marcante no Carnaval de rua de São Paulo, animando a festa com o #BlocoDaTchaKa. E hoje, temos a honra de mergulhar na trajetória brilhante de Valder Bastos, a mente criativa por trás da icônica TchaKa Drag Queen.


Celebrando 25 anos de uma carreira que ultrapassa os palcos, Valder ostenta com orgulho o título de 'Rainha das Nossas Festas TchaKa'. Empreendedor, influenciador digital e fundador da agência 'TchaKa Eventos', ele nos conduz por uma jornada única, onde a arte drag e o empreendedorismo se encontram.


Valder, cuja formação em artes dramáticas na Escola Teatro Macunaíma e em Direito pela Universidade Brás Cubas contribuíram para sua bagagem, enfrentou desafios como empreendedor LGBTQIA+ em um mercado nem sempre inclusivo. Sua criatividade, no entanto, o conduziu a realizações notáveis.


Influenciado pela militância de sua mãe, Dona Branquinha, militante dos direitos humanos no Partido Comunista do Brasil nos anos 1960, Valder construiu sua visão sobre respeito e defesa dos direitos humanos. Sua experiência no Exército revela as sombras de uma instituição que, segundo ele, é machista, sexista, classista, gordofóbica e lgbtifóbica.


Esta é a história fascinante de Valder Bastos, um homem que transcende o personagem, uma jornada de autoaceitação, empreendedorismo e resistência em busca da igualdade e respeito. Vamos mergulhar fundo nessa narrativa única e inspiradora.


Como foi o seu início na arte das drag queens? Poderia compartilhar um pouco sobre suas origens e o que a inspirou a se tornar TchaKa?

Me bateram muito porque eu era 'mariquinha, sempre fui uma criança veada, sempre afeminada e muito comunicativa usei o humor para me salvar das surras no colégio, fiz esportes individuais (natação, atletismo etc.) para não ter que me relacionar com meus agressores. Depois que me formei da Faculdade de Direito Braz Cubas, em Mogi das Cruzes, também fiz curso profissionalizante da Escola de Teatro Macunaíma, em São Paulo. Lá descobri a arte drag queen brasileira e me encantei e assim surgiu a drag queen TchaKa conhecida nacionalmente como a rainha das nossas festas.


Você estudou artes dramáticas na Escola Teatro Macunaíma em São Paulo e tem formação acadêmica em Direito. Como essas experiências contribuíram para a sua jornada como TchaKa?

Estudei muito e essa base me deixa confortável em relação aos meus direitos e mais ainda em saber quais caminhos não quero percorrer. Teatro é um templo de arte coletiva, trabalhar em equipe me enriquece e seu retorno são satisfação e aplausos.


Você é considerada pela mídia como ‘A Rainha das Nossas Festas TchaKa’. O que você acha que torna as suas performances tão especiais e cativantes para o público?

Posso ter estudo técnicas em performances, atuações, oratória, dicção etc., mas o dom que me é nato é o carisma aprendi que esse carisma me faz ser desejada e consumida seja pela massa ou no individual quando participo de uma podcast, entrevista ou lançamento de produtos. Drag Queen TchaKa Rainha das Festas é uma construção de imagem ao longo desses 25 anos em mais de 5 mil apresentações em todo Brasil.


Com mais de 5 mil apresentações em eventos por todo o Brasil, como você se mantém tão ativa e inspirada ao longo dos anos?

Técnica de vendas raiz...Faço divulgações da drag queen TchaKa como uma marca onde a proposta de ter num evento corporativo deve ser elaborado de forma criativa e um que de provocativa.


Além de ser uma artista de destaque, você é uma empreendedora de sucesso com a ‘Agência de Animação Tchaka Eventos’. Como foi o processo de criar e administrar essa agência?

A criação da Agência de Animação TchaKa Eventos surgiu da necessidade em ampliar vendas, ganhos e suprir a demanda de animadores profissionais na Brasil.

Hoje somos 15 artistas entre eles, dj famoso, caricaturista, gogo boys, anões e drag queens no estilo TchaKa.



Quais tipos de eventos sociais e corporativos a sua agência costuma organizar, e qual é o papel da TchaKa nesses eventos?

Principais eventos que participamos são feiras diversas como agropecuária, área da beleza, empreendedorismo, diversidade, abertura de pista em festa de casamento, festa de debutante, animações em eventos corporativos, chá de bebê, cachê de lingerie, despedida de solteiro etc. E a Tchaka drag queen é uma espécie de mestre de cerimônia, apresentadora oficial da Parada LGBT+ do planeta que é a de São Paulo, palestrante motivacional, influenciadora digital, etc.


Você conquistou uma série de prêmios e realizações notáveis ao longo da sua carreira, como ser a primeira drag queen brasileira a licenciar uma marca de sandálias e ilustrar uma edição do Financial Times. Como essas realizações moldaram a sua trajetória?

Todas as premiações, conquistadas em palcos que nunca tiveram a presença de uma drag queen, por exemplo, a festa de réveillon na Avenida Paulista onde fui a mestre de cerimônia para uma plateia de mais de 2 milhões de pessoas, todas essas vitórias foram frutos de muito esforço, resiliência, conexões e criatividade na abordagem rs...


Como foi a experiência de atuar em produções teatrais e programas de televisão, como o Domingão do Faustão e o reality show ‘A Liga’?

Já participei de quatro realitys shows e um deles foi na Bandeirante de Televisão, o extinto programa 'A Liga'. Cheguei até lá porque tenho participado de um outro programa muito popular no SBT, como 'Casos de Família' e a produção gostou e me contratou. Foi sucesso de audiência e consegui chegar em outros públicos. Inclusive o convite para conceder entrevista para jornalista e apresentadora Marília Gabriela foi porque ela me viu no 'A Liga' e afirmou que sou comunicadora nata.


Você participou do reality show Queen Stars Brasil 2022 como consultora da arte drag queen brasileira. Pode compartilhar um pouco sobre essa experiência e o que o público pode esperar da competição?

Drag Queen TchaKa foi convidada pela HBO Max para participar como consultora de drag queen no reality 'Queen Stars Brasil' e foi delicioso. Numa das reuniões com a produção, eles afirmarem que estava lá pela minha trajetória de contribuição à arte drag queen brasileira. Audiência deve esperar muitas performances, música, dança e beleza, apresentadoras de peso como as artistas Luiza Sonsa e Pabllo Vittar.


Você participou de uma ampla variedade de programas de televisão e mídias, incluindo entrevistas com Marília Gabriela e aparições em programas como 'A Liga' e 'Agora é Tarde'. Como essas experiências contribuíram para a sua visibilidade e impacto como artista?

Todas as participações em programas de televisão, programas de rádio, propagandas, publi, podcasts, canais do Youtube, peças de teatro, gravação de filmes etc. são ferramentas de divulgação em massa do meu talento. Acredito que os dois lados ganham: as empresas por terem a minha credibilidade da drag queen TchaKa e eu por ter os seguidores dessas empresas.


Com 25 anos de carreira, você é um ícone do entretenimento, se tornou uma referência no mundo das drag queens e conquistou reconhecimento nacional e internacional. Qual a fórmula para o seu sucesso?

Fórmula para o sucesso é estudar o nicho que quer atuar, fazer boas conexões, ter paciência, estratégia, ser corajosa, cara de pau, criar oportunidades onde o sistema não vai permitir e entender o seu tamanho assim não cria expectativas desnecessárias e o mais importante tentar ser grata e feliz no processo, na caminhada, sabendo que existem outras moedas além do vil metal. Drag queen TchaKa estou pronta!



Comentarios


bottom of page