top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

A jornada de Isadora Marinho: da rua à Passarela, a Musa Trans que conquistou o Carnaval

 A musa conta que os primeiros passos dessa jornada foram marcados por inúmeras dificuldades e episódios de preconceito


Fotos de divulgação: Ewerton Pereira / CO - ASSESSORIA


Isadora Marinho, aos 31 anos, é uma inspiração de resiliência e superação. Nascida em Maceió, Alagoas, é atualmente a Musa Trans da GRES Porto da Pedra, uma conquista que reflete não apenas sua beleza exuberante, mas também a força que a acompanha desde o início de sua jornada de transição.


Com apenas R$150 no bolso, Isadora deixou sua cidade natal em busca de uma vida com mais qualidade e respeito. Os primeiros passos dessa jornada foram marcados por inúmeras dificuldades e episódios de preconceito.


'Já tive que dormir na rua', revela Isadora, relembrando os momentos mais difíceis de sua trajetória.


Enfrentando uma batalha diária pela sobrevivência, Isadora resistiu até mesmo às tentações das adversidades urbanas, mantendo-se firme em seus projetos e sonhos para uma vida mais digna.


'Foram tempos difíceis, momentos em que eu desejei não ter nascido. Mas sempre fui uma mulher de fé, algo dentro de mim me impulsionava a seguir em frente, a lutar por algo maior', emociona-se ao compartilhar sua história.


Superando obstáculos financeiros, o preconceito que ainda persiste na sociedade, Isadora conquistou aos poucos seu espaço e o reconhecimento que tanto almejava. Este ano, alcançou um marco importante ao ser convidada para ocupar o cargo de Musa da Porto da Pedra, um feito que certamente ressoa não apenas em sua vida, mas como um exemplo de inclusão e aceitação no cenário do Carnaval carioca.






'A fé, a força e determinação da mulher nordestina me trouxeram aqui', afirma Isadora, destacando a importância de sua origem e as raízes que a sustentaram em sua jornada. 'Às vezes, ainda me pego pensando que tudo isso não passa de um sonho. Parece clichê, mas é a mais pura verdade: quem acredita e se empenha com determinação, sempre alcança! Minha vida mudou radicalmente, e hoje me vejo como a mulher que sempre almejei ser!'





Recentemente, Isadora Marinho viralizou ao relembrar a primeira vez em que desfilou na Sapucaí. Para ela, o Carnaval vai além de uma festa; é um espaço inclusivo que acolhe todas as nuances da diversidade.


No Carnaval de 2024, a Unidos do Porto da Pedra apresentará o enredo 'Lunário Perpétuo – A profecia do saber popular', do carnavalesco Mauro Quintaes. A escola de São Gonçalo (RJ) será a primeira a entrar na Avenida no domingo de Carnaval, dia 11 de fevereiro, marcando o início dos desfiles do Grupo Especial.


39 visualizações

Comments


bottom of page