top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

Depois de quase 30 anos, Marcha Trans e Travesti volta a ocupar o centro do Rio

Organizada pela primeira vez em 1993, a passeata tem por objetivo reivindicar acesso à cidadania por pessoas trans e travestis no Rio de Janeiro



A Marcha Trans e Travesti do Rio de Janeiro, com o tema 'Transcendendo a política' acontecerá nesta sexta-feira (25/11), repetindo o trajeto de 27 anos atrás. A concentração começará às 14h na Candelária e, às 16h terá início a caminhada rumo à Cinelândia. Durante a concentração, enquanto acontecem as apresentações culturais e falas políticas na Candelária, na Cinelândia terão tendas fixas com parceiros da Marcha, como o Pela Vidda RJ, que levará testes rápidos de HIV e distribuirá autotestes, além de promover ações educativas sobre HIV/Aids, e a Defensoria Pública, que oferecerá orientações jurídicas específicas para a população trans e fará o processo de requalificação civil gratuitamente.


O evento está sendo realizado pelo braço carioca do Fórum Nacional de Travestis e Transexuais Negros e Negras (Fonatrans RJ) e coordenado pelo ativista e consultor de Diversidade e Inclusão, Gab Van, em parceria com organizações referências do movimento social trans e travesti, como Fonatrans nacional, Fórum TT, Casa Nem, Liga Transmasculina João W. Nery, ANTRA, entre outros. Precursora das manifestações em favor das pautas da população LGBTI+ por direitos e visibilidade, em 1993 aconteceu a Marcha pela Diversidade Sexual, idealizada e impulsionada por mulheres trans e travestis. Já em 1994, mudou de nome para Marcha das Travestis; nessa época o termo travesti era a forma que se apresentavam aquelas que estavam politicamente organizadas dentro do movimento social.


Com o passar dos anos entendeu-se que era necessário incluir outras identidades da comunidade T na luta, que, apesar do não protagonismo, estavam nas ruas em resistência. Para além das travestis, então, entraram homens e mulheres trans, pessoas intersexos e não-binárias.


Ter a retomada de um marco histórico da luta política de pessoas trans e travestis no ano de uma das eleições mais importantes dos últimos 30 anos, é uma tentativa de chamar a sociedade civil, parlamentares, candidatos eleitos e movimentos sociais à responsabilidade com a população mais vulnerável quando se trata de políticas públicas e segurança social, contra a transfobia, na construção de um país democrático de fato.


Serviço:

Marcha Trans/Travesti Rio de Janeiro

Tema: Transcendendo a Política

Trajeto: Concentração na Candelária, subir toda Rio Branco, até a Cinelândia.

Horário: 14h às 20h

Organizações/Movimentos que apoiam a marcha:

CasaNem

FONATRANS - Fórum Nacional de Travestis e Transexuais Negras e Negros Fórum Estadual de Travestis e Transsexuais do Rio de Janeiro

Liga Transmasculina João W. Nery

Grupo TransRevolução

Coletivo Trans Goytacá / Campos dos Goytacazes

Rede Capacitrans RJ

Instituto Trans da Maré

Casa de acolhimento LGBT+ - Dulce Seixas

Coletivo TransPoetas RJ

Assessorias Parlamentares Trans do RJ

Frente LGBT+ RJ

Frente Nacional TransPolítica - Brasil

Mandato Vereadora Tainá de Paula - Câmara Municipal do Rio

Coletivo TRANSitar - Itaperuna/RJ

ASTRA-RIO

Associação Brasileira de gays, Lésbicas, bissexuais, travestis, transexuais e Intersexos (ABGLT)

Grupo Diversidade Niterói (GDN)

Conselho LGBTQIA+ de Niterói

Grupo Transdiversidade Niterói (GTN)

PrelaraNem Niterói

2 visualizações
bottom of page