• Elen Genuncio

Javicia Leslie é a primeira Batwoman negra e gay da TV

Leslie substitui a antiga protagonista da série, Ruby Rose, uma atriz assumidamente lésbica



Javicia Leslie ganhou as manchetes quando a Warner Bros. Entertainment Inc anunciou sua escalação como a mais nova atriz de Batwoman para vestir a icônica capa e capuz da heroína de mesmo nome. Foi um momento especial para os fãs de Leslie e Batwoman, principalmente por se tornar a primeira mulher negra e queer:


Estou extremamente orgulhosa de ser a primeira atriz negra a interpretar o papel icônico de Batwoman na televisão e, como mulher bissexual, tenho a honra de participar desse programa inovador que tem sido um pioneiro para a comunidade LGBTQ +’, disse Leslie em entrevista para Bloomberg.


Ryan Wilder de Leslie, um personagem criado especialmente para a série The CW, serviu como substituto para Kate Kane, originalmente interpretada por Ruby Rose, cuja própria escalação foi um marco emocional e revolucionário por si só, já que ela foi a primeira atriz lésbica a interpretar uma heroína lésbica na TV. De fato, conforme o Movieweb, a série inicialmente atraiu fortes críticas quando anunciou que, após a saída de Rose da série, Kate Kane não seria reformulada e, em vez disso, seria substituída por um personagem totalmente novo.


No entanto, em uma declaração que Leslie compartilhou no Twitter, a showrunner Caroline Dries garantiu o compromisso de não apenas manter a identidade LGBTQ+ de Batwoman, mas também escalar uma atriz que se identificasse com a comunidade LGBTQ+. Esta é uma das razões pelas quais a Batwoman é uma figura importante na televisão e, de forma mais geral, no gênero de super-heróis como um todo.


Por muito tempo, tanto nas telas grandes quanto nas pequenas, a imagem da super-heroína era essencialmente branca e masculino. Não é de admirar, então, que Leslie sentisse uma responsabilidade por seu personagem. Mais do que apenas o legado de quadrinhos da Batwoman, Leslie era um símbolo para comunidades queer, racializadas e femininas. Curiosamente, embora pareça muito para assumir, a atriz garante se sentir empoderada pela responsabilidade de ser a primeira Batwoman negra e gay da TV.

Em entrevista para o Movieweb, Javicia Leslie falou sobre o que espera para este ano e da terceira temporada de Batwoman:


Do ponto de vista da atuação, certifico-me de que sou capaz de dormir oito horas completas para que eu possa acordar cedo de manhã para fazer as coisas que preciso fazer por mim mesmo antes de começar o dia, e estou completamente preparado’.


E continua:


Acontece que acabei fazendo um papel que está realmente alinhado com quem eu sou. Então, o que eu me lembro de fazer enquanto estou na série é tentar ser o mais autêntica quem eu sou. Não há nada para se arrepender, porque eu sei que fiz isso do meu coração’.



15 visualizações