top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

Juntes na Cultura traz ativistas internacionais ao Rio de Janeiro

Assa Traore, Fátima Ouassak e Josephine Apraku (foto) farão palestras no Festival WOW, que acontece entre 27 e 29 de outubro, na Zona Portuária


O Juntes na Cultura, cooperação entre o Goethe-Institut Rio de Janeiro e a Embaixada da França no Brasil, traz, em parceria com o Consulado da Alemanha na capital fluminense, três influentes figuras internacionais para o Festival Mulheres do Mundo – WOW. Assa Traore, Fatima Ouassak e Josephine Apraku participarão do evento, que ocorre entre 27 e 29 de outubro, na Zona Portuária do Rio, com palestras em que abordarão perspectivas únicas, proporcionando uma reflexão sobre questões globais, como o racismo, o feminismo, a ecologia e a violência do Estado. Além disso, irão oferecer oportunidades para que mulheres brasileiras compartilhem experiências, estratégias e soluções criativas em seus territórios de atividade.

Professora de Educação Especial de ascendência malinesa, Assa Traore é uma conhecida ativista de Direitos Humanos que, em 2020, foi nomeada uma das “Guardiães do Ano” pela Revista Time. Ela ficou famosa no mundo ao liderar, na França, a campanha “Verdade por Adama”. Adama Traore, irmão de Assa que estava prestes a completar 24 anos em 2016, foi morto por asfixia enquanto se encontrava sob custódia policial. A partir deste acontecimento brutal, ela passou a ser uma referência na luta em favor dos negros vítimas de violência do Estado. Assa vem ao Brasil a convite do Juntes pela Cultura para participar da palestra "Compartilhando o Território: Violência e Segurança Pública", no dia 27 de outubro, às 14h, no auditório do Museu do Amanhã.

Fatima Ouassak é consultora de políticas públicas francesa e ativista ambiental, feminista e antirracista de origem marroquina. Ela é co-fundadora do coletivo Front de Mères, uma união de pais em bairros populares. Seu livro “O Poder das Mães” recebeu o prêmio do público, em 2021, na França. Preocupada com questões relacionadas à alimentação, aos riscos industriais e à poluição atmosférica, Fatima liderou uma luta local para garantir a oferta de opções vegetarianas de comida em cantinas e escolas de determinada região do país. Ela também preside a organização feminista Réseau, que se insurge contra as discriminações de classe, gênero e raça. No Festival WOW, ela estará na palestra “Compartilhando o Território: Feminismo Local”, também no dia 27 de outubro, a partir das 16h, no auditório do Museu do Amanhã.

Josephine Apraku, ativista não-binárie, é pesquisadore de Estudos Africanos, além de ser autore e instrutore de Educação Interseccional Antirracista. Como palestrante, lecionou na Alice Salomon University of Applied Sciences e na Humboldt Universität em Berlim. Josephine escreveu colunas para revistas como Missy Magazine, Edition F e Berliner Tagesspiegel. Em seus livros, explora o impacto que a opressão tem em nossos relacionamentos românticos e como podemos aprender a lidar com isso. A maior parte de suas obras, porém, discute o racismo presente no dia a dia e convida as pessoas a se engajarem na autorreflexão. Participa, como principal convidade, de três atividades, uma em cada dia do festival. A primeira é o "Fórum de Experiências Vividas: Pedagogias Insurgentes", no dia 27 de outubro, às 18h, no auditório do Museu de Arte do Rio (MAR).

Juntes na Cultura

Mensalmente, a cooperação cultural franco-alemã no Rio ocupa diferentes espaços na cidade. A iniciativa une vozes de diversas expressões artísticas – cinema, música, literatura, artes visuais, dança – em um diálogo que também aborda questões contemporâneas, como sustentabilidade e decolonização. A França e a Alemanha estão ligadas por uma história comum e uma amizade que é motor de transformações no mundo. No Rio de Janeiro, a parceria se intensificou ao longo dos últimos anos, gerando projetos de cooperação no âmbito cultural. As atividades são realizadas conjuntamente pelo Goethe-Institut Rio de Janeiro e pelo Consulado Geral da França no Rio, em parceria com instituições brasileiras e internacionais.

O estreitamento das relações se deu a partir da renovação de um tratado histórico de amizade entre os dois países, no dia 22 de janeiro de 2019, em Aachen. Entre as medidas de fortalecimento da cooperação, consta a aproximação franco-alemã por meio de institutos culturais.

Mulheres do Mundo - WOW

O Festival Mulheres do Mundo – WOW pretende oferecer um ambiente enriquecedor para a troca de ideias e experiências, promovendo um diálogo fundamental sobre questões que afetam mulheres em todos os países. O evento reafirma o compromisso de instituições culturais e diplomáticas em promover a diversidade e o engajamento global. Desde sua estreia em 2010, o WOW impactou 23 países na Europa, Ásia e África, além de diversas cidades na Inglaterra. No Brasil, é produzido com a curadoria da ONG Redes da Maré.

PROGRAMAÇÃO (JUNTES NA CULTURA):

ASSA TRAORE

COMPARTILHANDO O TERRITÓRIO: VIOLÊNCIA E SEGURANÇA PÚBLICA

Data: 27 de outubro

Horário: 14h - 15h30

Local: Auditório do Museu do Amanhã

FATIMA OUASSAK

COMPARTILHANDO TERRITÓRIOS: FEMINISMO LOCAL

Data: 27 de outubro

Horário: 16h - 17h30

Local: Auditório do Museu do Amanhã

JOSEPHINE APRAKU

FÓRUM DE EXPERIÊNCIAS VIVIDAS: PEDAGOGIAS INSURGENTES

Data: 27 de outubro

Horário: 18h00 - 20h00

Local: Auditório do Museu de Arte do Rio - MAR (5º andar)

LEITURAS COMPARTILHADAS

Data: 28 de outubro

Horário: 10h30 - 12h30

Local: Mezanino do Museu do Amanhã

COMPARTILHANDO TERRITÓRIOS: HISTÓRIAS DE AMOR E DE AMAR

Data: 29 de outubro

Horário: 18h00 - 20h00

Local: Auditório do Museu do Amanhã

bottom of page