top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

Mercado Livre amplia bazar de moda com a Casa 1

Iniciativa criada ao final do ano passado, cuja renda é revertida para a ONG, ganha campanha para ampliar a geração de renda para as iniciativas de acolhimento e profissionalização de pessoas LGBTQI+ em situação de vulnerabilidade



Em parceria com a Casa 1, o Mercado Livre lança campanha para ampliar a visibilidade do seu bazar de moda criado para captar recursos em apoio às iniciativas de acolhimento e profissionalização de pessoas LGBTQI+ em situação de vulnerabilidade. Criado no final do ano passado, o Bazar Casa 1 permite à plataforma destinar para venda roupas novas e seminovas usadas em suas campanhas publicitárias. O projeto está alinhado à estratégia de impacto positivo do Mercado Livre, que atua desde 2016 para fortalecer a captação de recursos para organizações sociais em toda a América Latina, e aos seus esforços para promover a valorização da diversidade e da inclusão dentro e fora da empresa. A campanha digital desenvolvida com a Casa 1 tem como mote ‘A Moda TRANSforma’, reforçando o direito à individualidade.


Criada para ser um movimento digital, a ação conta com um fashion film, onde a moda é associada à identidade. A campanha será protagonizada pela influencer e rapper Boombeat, além de outras pessoas da comunidade, dentre elas um colaborador trans do Mercado Livre. Thomas Nader é líder da área de Recursos Humanos e parte do grupo de afinidade LGBTQI+ da plataforma, tendo participado do processo de construção da campanha, que também se desdobra nos canais da Casa 1, organização com a qual o Mercado Livre mantém parceria desde 2019.


'As campanhas que temos desenvolvido nos últimos anos têm se mostrado uma maneira eficiente de sensibilizar, aproximar e engajar as pessoas com as causas nas quais acreditamos. E isso tem se dado de maneira natural, olhando para os nossos negócios, práticas internas e para a nossa cultura que demanda diversidade como forma de representar e entender as necessidades dos nossos usuários', destaca Thais Nicolau, diretora de Branding do Mercado Livre na América Latina. 'Desde o ano passado, passamos a olhar ainda mais para a população trans, aprendendo com nossos usuários e colaboradores, a quem dedicamos espaço e recursos para colaborar com a visibilidade dessa causa que também é nossa', completa.


A campanha se estende até o início de fevereiro, mas o bazar seguirá ativo, reunindo roupas, calçados, acessórios, livros, itens para casa, dentre outros produtos. Nesta nossa fase do bazar, o Mercado Livre convidou a artista plástica Joana Jade para customizar algumas peças do bazar, que são exclusivas e limitadas, reafirmando a expressão por meio da moda, e trazendo um olhar artístico para as peças. Travesti, preta, periférica e artista multifacetada, Joana é uma pessoa que expressa sua vivência a partir dos traços e cores vibrantes, que marcam suas obras pelas ruas de São Paulo.


'Ao contar com parceiros como a Casa 1 e a Joana, além de aprender muito, criamos uma rede de apoio onde, muito além do apoio financeiro, buscamos também sensibilizar outras pessoas e empresas para impulsionar projetos, movimentos e a comunidade LGBTQI + o ano todo', pondera Thais.


'A parceria com o Mercado Livre se renova neste ano e, para nós, é muito importante manter relações mais longas com empresas aliadas à comunidade LGBTQIAPN+. Através de alianças como esta, seguimos firmes na promoção da dignidade humana e de bem estar social para pessoas em situação de vulnerabilidade. Com a ampliação do bazar, cresce também o nosso desejo de continuar com o trabalho da ONG nas áreas de acolhida, saúde e cultura', afirma Livia Dias, diretora da Casa 1.


Doações


Assim como acontece todos os meses, o Botão Doar do Mercado Pago, o banco digital do Mercado Livre, reúne diferentes organizações para que seus usuários possam doar qualquer quantia em dinheiro e apoiar causas e instituições com as quais se identificam. Além da Casa 1, estão ativas no botão do aplicativo até fevereiro outras organizações de apoio à comunidade LGBTQI+, como Casa Chama, de São Paulo (SP), Casa Miga, de Manaus (AM), e Casa Neon Cunha, de São Bernardo do Campo (SP). Para doar é muito simples, basta acessar o aplicativo do Mercado Pago, clicar no Botão Doar, escolher para qual instituição deseja contribuir, definir a quantia e a forma de pagamento.


'Aqui no Mercado Livre estamos sempre buscando novas formas de gerar impacto positivo por meio do nosso ecossistema digital', contextualiza Laura Motta, gerente sênior de Sustentabilidade do Mercado Livre. 'Ao disponibilizar as nossas ferramentas para captação de recursos e dar visibilidade para diferentes causas, queremos democratizar o acesso à recursos para que as organizações sociais possam cumprir suas missões', completa.


Causa LGBTQI+


A comunidade LGBTQI+ é um dos cinco focos de atuação do Mercado Livre para diversidade, equidade e inclusão. Além de práticas e benefícios voltados à sua população interna, que hoje representa cerca de 15% dos colaboradores na América Latina, a empresa investe na sensibilização e na valorização da causa por meio de projetos e apoio a iniciativas e instituições, além de procurar integrar ao seu sortimento produtos e serviços que atendam as demandas e necessidades de qualquer pessoa. Ao longo dos últimos anos, a marca esteve presente na Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, reconhecida a maior do mundo, assim como tem incentivado a causa em campanhas que também se convertem em apoio social a organizações de acolhimento.

'Ao olhar para os negócios encontramos oportunidades de amplificar o nosso impacto, aproveitando as tecnologias e os canais que estabelecemos com milhões de pessoas para falar de causas relevantes e as aproximar de empreendedores, projetos, marcas e instituições. Assim como o cinema, a dança e a música, que estiveram presentes em nossas ações ao longo dos anos, a moda tem o poder de gerar transformação, apoiando as pessoas a expressar sua individualidade, gerando representatividade e impulsionando uma sociedade mais inclusiva', ressalta Angela Faria, líder de Diversidade e Inclusão do Mercado Livre na América Latina. 'Não é somente sobre fazer este movimento dentro de casa, é onde ele nasce naturalmente, mas o que buscamos é democratizar, é incluir todos e todas e não segregar as comunidades, é trazer as pessoas para debate', conclui.

A campanha, que materializa e conecta as pessoas com mais essa causa do Mercado Livre, foi idealizada pela agência GINGA.


'Formamos um time especial, com talentos diversos em todo o processo de criação e produção, onde nomes como Joana Jade, Rosa Caldeira e Sladká Meduza nos apoiaram nesta execução cuidadosa e verdadeira, a exemplo do coletivo Marsha, que trouxe os melhores profissionais para essa campanha', comenta Fernanda Fontes, CCO da Ginga.

Para adquirir os itens do bazar, apoiando a Casa 1, basta acessar: www.mercadolivre.com.br/l/casa1.

Sobre a Casa 1


A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo, que concentra seu trabalho em três frentes de atuação: a república de acolhida para pessoas LGBTQIAPN+ expulsas de casa por suas orientações afetivas sexuais e identidades de gênero; o Galpão Casa 1, centro cultural que conta com atividades culturais e educativas; e a Clínica Social Casa 1, que realiza atendimentos psicoterápicos, atendimentos médicos pontuais e terapias complementares. No total, aproximadamente 3.500 pessoas são atendidas mensalmente, em variados projetos.


A ONG visa ser referência no atendimento multidisciplinar da população LGBTQIAPN+ e de combate à LGBTfobia estrutural e suas múltiplas manifestações, estabelecendo atuação e modelos de realização de trabalhos sociais efetivos, eficazes, eficientes, transparentes e replicáveis, que pautem políticas públicas de qualidade, que, de fato, contribuam para a conformação de uma sociedade mais justa, igualitária e democrática.



Commentaires


bottom of page