top of page
  • Foto do escritorPimenta Rosa

Prefeitura do Rio volta a participar da Parada do Orgulho LGBTI+ em Copacabana

Além da Parada, que acontecerá no dia 27 de Novembro, haverá uma grande programação que se estenderá de setembro a novembro nas áreas de economia, cultura, turismo e cidadania



Em razão da retomada no Rio de eventos pós-pandemia e a renovação da parceria com a Prefeitura do Rio, a 27ª Parada do Orgulho LGBTI+ do Rio está confirmada para o dia 27 de novembro, na Praia de Copacabana, do Posto 6 ao Posto 2. A Parada do Rio contará com uma grande programação oficial de eventos que acontecerão entre setembro e novembro, nas áreas de educação, cultura, cidadania, economia e turismo e no empoderamento da comunidade LGBTQIA+.


A manifestação, que é a primeira do Brasil, foi iniciada em 25 de junho de 1995, no encerramento da 17ª Conferência Mundial da Associação Internacional LGBTI+, realizada entre 18 e 25 de junho daquele ano.


Ao longo de suas edições, a Parada do Orgulho LGBTI+ foi crescendo e hoje é o terceiro maior evento da Cidade do Rio de Janeiro, depois do Carnaval e Réveillon. É importante manifestação que promove a diversidade, valores de cidadania e direitos humanos, de celebração da luta e das conquistas da comunidade LGBTI+ no Brasil. É para afirmar liberdade e a dignidade da pessoa humana. Para celebrar o direito a existência. Por isso, mobiliza diversos setores da comunidade LGBTI+ e da sociedade civil, articula diversos órgãos públicos para patrocinar o evento, garantir a logística, o plano operacional e de segurança da manifestação, mantendo a urbanidade e a organização da cidade e engajar empresas para fazer parte da iniciativa.


Para garantir maior organização da Parada, além de anunciar a data da edição deste ano, o Grupo Arco-Íris informou que a edição de 2023 ocorrerá no dia 24 de setembro, terceiro domingo do mês.


Vote pela Democracia


As Eleições 2022 são um momento importante para a demarcação da democracia contra ideais autoritários, para a defesa da liberdade conectada com outro princípio fundamental a dignidade da pessoa humana, para afirmar o repúdio a lgbtifobia, ao racismo e a desigualdade de gênero. Retomar o crescimento econômico com inclusão social, empregabilidade e enfrentamento às desigualdades sociais e às violações dos Direitos Humanos, nas quais a comunidade LGBTQIA+ também está submetida.


Por essa razão, a Parada lança a primeira fase da sua campanha pela democracia e pela cidadania LGBTI+, com o slogan 'Vote pela democracia. Vote pelo amor contra o ódio' no dia 18 de setembro nas mídias sociais. A segunda fase da campanha será lançada em outubro na cerimônia de lançamento da programação oficial da Parada do Orgulho LGBTI+.


É importante destacar a cooperação da Prefeitura do Rio de Janeiro, através das secretarias de Governo, Saúde e Assistente Social, da Coordenação Executiva da Diversidade Sexual e da Riotur; da Câmara de Comércio e Turismo LGBTI+ do Brasil, do Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+, do Instituto Nacional de Infectologia da Fundação Oswaldo Cruz, do Programa Rio Sem Lgbtifobia da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, da Aliança Nacional LGBTI+, da Comissão de Combate as Discriminações da Alerj e diversos coletivos e entidades dos movimentos sociais LGBTI+ e da área de Direitos Humanos.


Voluntariado


A comunidade LGBTI+ e sociedade como um todo pode ser voluntária/o/e da Parada e de sua programação oficial. Na próxima sexta-feira (16/09) será iniciada a inscrição para o serviço voluntário.

Comments


bottom of page